As memórias de Pedro...

Seguia por aquele caminho tão diferente, naquela terra tão insignificante nos sonhos que ele sonhou, limpou as lágrimas e sabia que o caminho era em frente para quem se torna um lutador, um vencedor das suas próprias lutas e causas. Cabelo ruivo, olhos verdes como a natureza, assim ele era, corpo despido e alma vulnerável, um coração que sentia com a intensidade de um amor tão vivo dentro dele, com a tristeza de um partir que nem se pode chamar de desistir. Seguia passo a passo aquela rua, aquele beco em que o sol nem conseguia chegar, as músicas tinham-no abandonado e os sorrisos há muito tempo se desvaneciam nas esquinas de uma história que vive de reticências em vez de colocado, no seu lugar, um ponto final. Amou e ama verdadeiramente, aquela pessoa, aquela alma que se perdeu por entre as recordações de dias quentes e de abraços apertados. Dizem que os homens não sentem e ele sente com tanta força, dizem que os homens vivem segundo os seus interesses mas na realidade quando se entregam dão tudo de si, dão alma e coração, entregam-se sem barreiras, sem redes que os impeçam de cair, de se ferir, sim, porque os homens, aqueles que assim podem ser chamados, também se ferem, também sofrem, também amam de uma forma verdadeira. Pedro continua cheio de sonhos dentro de si, cheio de projectos que um dia saberá que se irão realizar porque acreditar nos sonhos é o melhor motivo para se seguir em frente. As suas mãos seguram o que ainda resta do seu coração, aqueles cacos que tenta colar com a esperança de um novo dia, com a esperança de um novo amanhã que o faça largar e correr mundos, que o faça esquecer e guardar os bons momentos que viveu, os instantes que o encheram de uma vida tal que o tornaram num homem de verdade, sonhador, lutador, amante e amigo, um homem e nunca uma criança. Quem não sabe o que quer, jamais vive o que sonha...




Comentários

  1. Disseste tudo nas frases em itálico. Continua assim, a escrever maravilhosamente! Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. So lovely!!! :)

    If you like my blog and you feel like drinking a sip of ABSOstyle, we could followed each other by GFC, on facebook & twitter or with bloglovin' … :)

    KISSES!
    Estefanía J. ABSOstyle

    ResponderEliminar
  3. Amei :)
    Este texto diz imenso,principalmente a última frase.
    Dá esperanças a quem o lê,de continuar a lutar pelos seus sonhos.
    Gostei muito :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Um homem sente o que uma mulher sente e muitas vezes é mais sensível que certas mulheres
    http://andreiacatarinamelo.blogspot.com/2011/07/homem.html - um dia escrevi isto sobre os homens, lê e diz-me o que achas c:

    Um beijinho e como sempre gostei :D

    ResponderEliminar
  5. oh muito obrigada pelas tuas palavras, são sempre muito bem-vindas e ternurentas c:

    ResponderEliminar
  6. um homem é um ser homem como qualquer mulher apenas vive de outra forma e sem ele nós não vivemos, mesmo com os piores defeitos que possam ter c:

    ResponderEliminar
  7. Concordo plenamente com o que disseste.- o amor sente-se e vive-se ;)
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. A sério? Ainda bem que gostas-te. Fico feliz :D
    E obrigadaa! Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Oh :D ainda bem ehhhe
    Já agora qual é o teu facebook? :D

    ResponderEliminar
  10. Adoreii :) Este texto dá cá uma força para seguir em frente! E não, não é mesmo desistir mas sim deixar para trás aquilo que não vale a pena... Estou meia que numa situação assim, em que tive que deixar para trás algo de que gostava muito mas só porque já não valia a pena continuar a lutar... Mas não deixei de acreditar no motivo porque continuo a lutar por ele... :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  11. Nem sei como te agradecer pelas palavras que me deixas sempre no Abrigo!

    ResponderEliminar
  12. A esperança nas entrelinhas é que torna tudo possível.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário