O importante é viver...

Era um dia diferente, um dia em que o amor era maior que os homens, maior que barreiras, era um dia em que o amor era mais um sonho, um sonho vivido, tão presente naquelas acções, naqueles pequenos pedaços de ternura, numa ternura apenas e somente nossa. Vendei os teus olhos e pedi que me seguisses, que confiasses em mim e embarcasses em mais uma aventura, em mais uma pequena recordação que hoje permanece tão ancorada ao nosso coração. Seguimos estrada, e eu, sabendo da flor que mais gostavas depositei-a sobre as tuas mãos, deixei que pudesses saborear o seu cheiro para te sentires mais segura, mais feliz. Os instantes foram passando e a música do nosso amor invadia o carro tornando o ambiente tão mágico e ao mesmo tempo tão diferente, uma diferença que se espelhava no teu sorriso, nas tuas palavras que agora relembro vezes sem conta. Chegamos ao local, ao nosso local e passo a passo fui te levando pela minha mão, fui te mostrando que te segurava e amparava no caminho íngreme que por vezes se assemelha a uma vida, aquela que temos de viver. Destapei-te os olhos, e tu, em simples reflexos de surpresa verteste a primeira lágrima, mostraste o quão era importante para ti todo aquele momento, todo aquele instante em que ambos vivíamos o nosso amor sem que ninguém o vivesse por nós, sem que ninguém interferisse no que era somente dos nossos corações. Sobre aquela rocha formos felizes, sobre aquela rocha foram ditas as promessas que saberíamos que seriam cumpridas, vividas, lutadas e isso é tão distinto do que conhecíamos antes, do que vivemos antes de nos encontrarmos. Éramos pássaros livres, simples pássaros que ali se amavam, se tocavam, se sentiam muito para além das palavras escritas ou das conversas que nos arrastavam pela noite dentro, em que as horas de sono ficavam perdidas e a vontade de nos conhecermos era bem maior. O amor foi conquistado lentamente, foi vivido intensamente e nunca pensamos em partir sem antes lutar, sem antes podermos viver um amor, aquele mesmo amor que se torna nosso, que espelha o que sentimos, o que conhecemos e não aquilo que nos contam. As verdadeiras histórias de amor são e serão sempre escritas pelos seus pares, pelos seus personagens principais porque se assim não o for jamais será amor, jamais se poderá chamar história...



Comentários

  1. Obrigada, adorei as palavras que disseste.
    Espero que assim seja :)

    ResponderEliminar
  2. Agradecer com o coração é uma linda forma de agradecer não é? Então agradeço-te sempre com ele. Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. EU digo-te uma coisa..eu estava aqui a ler o teu texto e quando reparei estava a sorrir :)
    Adoro a maneira como escreves. Não só pela emoção que colocas aqui,e como descreves cada sentimento sentido pelas "personagens",mas também porque me relaciono muito com os teus post.
    Sinto-me sempre bem quando os leio,porque penso no meu namorado e na sorte em que tenho em o ter.
    É por isso que continuo a vir aqui e visitar o teu cantinho,é um sitio tão confortável para se "estar".
    Gostei muito! :)

    Beijinhos*
    E caso não nos falemos mais,feliz natal e bom ano novo!! :D

    ResponderEliminar
  4. tu não te cansas de escrever, ainda por cima tão bem.

    ResponderEliminar
  5. eu não podia estar mais feliz por, finalmente, conseguir fazer chegar até ti as minhas apreciações (:

    ResponderEliminar
  6. Ohh *.* que lindoo.
    Está belíssimo o texto, adoro os pormenores e a maneira como nos transmites cada sentimento, é como se por momentos entrássemos neste texto e assistíssemos a este momento.

    ResponderEliminar
  7. Obrigada mesmo, obrigada e é bom saber isso! Beijinho e boa noite :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário