O virar do meu mundo...

As reflexões, puras reflexões de um dia em que a chuva bate na janela e o frio apodera-se do meu corpo, da minha alma neste momento em que já nem sei mais de mim. Sorrio e esse mesmo sorriso não o perco porque começo a sentir o desvanecer das cicatrizes que o coração outrora possuía, o amor, esse, parece menor no meio da imensidão que um dia foi e o mundo, o mundo já não te encontra no meio dele, já não te coloca no meio da minha história. Foi bom acordar assim, saber que te perdi e essa mesma perda já não doer tanto, já não arrasta comigo pelas ruas e ruelas de um fado triste em que não era eu, já nem consiga sentir para, assim, ir vivendo da forma que mais se coaduna com o meu próprio final feliz. As provas evaporaram-se na neblina destes dias, agora são espectro, um espectro que vejo mas que já nem me chega a tocar, já nem me pode chamar seu. Caminhei, desamarrei-me daquilo que me prendia, do cheiro, da presença, do olhar e daquela ausência de sentimento em que cada um dava algo si, eu o máximo e tu o mínimo, aquela réstia de um amor que francamente nunca me saciou, nunca me fez feliz. Disse-te que o tempo passava e que aquilo que parecia mais um sentimento avassalador seria apenas uma série da palavras ditas ao vento sem passarem primeiro pelo coração, e como vês não me enganei, as horas passaram e hoje podes me dar razão, nunca foi amor, nunca mesmo. Raramente me entrego às paixões, as palavras não me convencem e os olhares para mim de nada valem sempre que não se mostra um gesto de cumplicidade, no fundo, não se revela o verdadeiro bater do coração, aquele mesmo que apenas e somente se torna real quando se ama e será que tu algum dia soubeste-me amar? Não quero encontrar resposta para isto porque o silêncio torna-se melhor, ou melhor dizendo, sempre se tornou melhor, sempre foi a realidade que conhecia e que me deste a conhecer constantemente. Agora sim sei que o capitulo ficou fechado, que definitivamente fechei a porta e deixei lá o que restava de ti, o que se revelou o nada de um tempo perdido e de uma história que nunca chegou a ser, porque, desculpa, não vivo de enganos e sempre soube desde o início que tu seria um deles, não por ti mas pela tua forma de sentires sem o coração, sentires da forma racional, aquela mesma que eu não considero real e repreendo com todas as minhas forças. O amor por mim não se constrói em simples momentos e palavras que são pura representação do que na realidade nunca se sentiu, nunca fez parte integrante de um coração, daquele mesmo que muitos de nós se esquece...


Comentários

  1. Obrigado do fundo do coração. Não tens noção do quanto isso me trás um pouco de alegria para o meu coraçãozinho. <3

    ResponderEliminar
  2. O amor evoluí não de um dia para o outro mas de uma acção para um gesto, de um carinho para uma palavra. E por vezes precisamos fechar portas e abrir janelas, atalhos por entre brumas de castigos. Abraço.

    ResponderEliminar
  3. Na verdade já estou no 2ºano do meu curso.
    Adorei o 1º ano,mas estou a odiar este..
    Mas tenho fé que as coisas irão melhorar.
    E muito,muito obrigada pelo carinho que tens dado ao longo do tempo. Significa muito =´)

    Quanto ao teu post: Parece-me que estás (embora só um pouco) melhor. Fico contente por estares a batalhar isto.
    Eu sei que vais conseguir superar isto. Que vais conseguir superar este amor perdido.
    Foi uma perda,mas no futuro haverá alguma vitória,acredita.

    Um grande beijinho*,e muita força!!

    ResponderEliminar
  4. Estava naquela fase do "Eu nunca mais bebo" :D
    Mas isso é até à próxima! Por acaso dou graças a deus por ser daquelas pessoas que para se divertir não precisa de se embebedar, mas há noites e noites :D
    Mais uma vez, um texto lindo! Ainda tens de me explicar como consegues!

    ResponderEliminar
  5. Estou no curso de Línguas e Humanidades,no 11ºano =)
    Não é que não goste é que... a minha escola é uma das mais exigentes neste curso (os testes obedecem todos aos critérios dos exames e tudo,e os professores são horríveis.
    Por isso também não ajuda nada ;/

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  6. Tens toda a razão!
    Eu já me decidi: depois do 12ano,vou para a universidade para música. Esperemos que eu consiga entrar!! =)

    Beijinho* e muito obrigada por tudo!

    ResponderEliminar
  7. nós seres humanos somos confusos , ou simplesmente ingénuos durante toda a vida. eu também adoro a tua forma de escrever , é simplesmente inspiradora. Este teu texto podia realmente ter sido escrito por mim , para alguém que me deixou cicatrizes , mas para alguém que feliz ou infelizmente ainda tem todo o meu amor e mesmo assim partiu e não voltou mais . gostava de um dia fechar a porta e deixar para trás as memorias e talvez esse amor bem fechados lá dentro. obrigado por gostares da minha maneira de escrever , obrigado mesmo ! Beijinhos *

    ResponderEliminar
  8. Tenho pena que não pudesses seguir esse ramo =(
    Mas se ao menos estiveres a fazer algo que gostes,essa escolha passa a valer a pena.
    Espero que apesar desse sonho não se tenha concretizado,todos os teus sonhos neste momento se concretizem.
    Bem o mereces!! =)

    Beijinho* e obrigada,mais uma vez,por tudo!

    ResponderEliminar
  9. é bom mesmo viver um amor assim, acredita *

    ResponderEliminar
  10. Adorei o texto, e acho que o passo mais importante já p deste, pois como tu mesmo disses-te o capitulo está encerrado e a porta está fechada. Agora não te esqueças de abrir a janela :)
    Boa sorte!

    ResponderEliminar
  11. A muita gente que não merece o nosso amor, sempre foi assim e sempre o será. Mas pelo o que vi pareces mais em paz com aquilo que aconteceu fico feliz e acredito que mais tarde essa dor toda dará uma linda historia a partilhar com os mais novos.
    <3

    ResponderEliminar
  12. Olá obrigado pelo comentário!
    O que escrevo, não é nada de mais! Já lá vai o tempo em que "me dava ao trabalho" de pensar sobre o escrevia... agora são (como indica o nome do blog) desabafos!
    Mas independentemente disso, eu gosto muito de ler textos (bem escrito, de preferência)e pelo que vejo, aqui abundam! Por isso ainda não fazer qualquer tipo de comentário aos post, pois gosto sempre de dedicar algum tempo a lê-los e interpreta-los...
    EU voltarei cá para ler e deixar o meus comentários! Só que não prometo que seja muito rápido a fazê-lo!
    Até à próxima!!!

    ResponderEliminar
  13. Olha, nunca deixes de escrever. É tão parte de ti e oh, adoro tanto. Continua, e obrigada mais uma vez. Beijinho e uma boa noite

    ResponderEliminar
  14. sin palabras, me llegó al alma,tan sutil y descarnado, profundo y directo, sigue escribiendo así amigo y gracias por tu visita a mi blog. un abrazo.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário