Não te sinto em mim...

Entras-te sem pedir autorização, ancoraste-te a este meu porto de abrigo e aqui permaneceste, tão distante e tão presente, numa forma de vida que se torna estranha aquela que antes ia concebendo como certa, como única. O teu olhar nunca me enganou e finalmente hoje consigo respirar em cada silêncio que antes não entendia o significado, que antes parecia um monólogo constrangedor de uma dor que teimava em permanecer. Não esperes de mim mais do que aquilo que sou, não esperes de mim mais do que um coração que te chama loucamente nas noites frias que já se começam a sentir, quero-te e esse é o meu único e simples sonho, aquele mesmo que sonhava desde de criança quando me balouçava sobre as redes de uma cama à beira do meu canto, do meu eterno e simples refúgio. Ai o que é de mim sem ti! Certamente sou um nada um nada que tem tudo, tem amor e isso não há dinheiro que compre, não há pessoa que roube, não há desilusão que destrua. Posso te contar um segredo? Posso te sussurrar ao ouvido aquilo que sempre ficou calado? Procuro a resposta para tudo isto, procuro em ti a voz que permanece afastava dos meus ouvidos, desprovida do teu coração. Sei que hoje o dia será diferente, que a luz irá transparecer por entre as cortinas que balançam com o som das músicas antigas, com o sentimento depositado nas simples recordações que hoje preenchem a falta que me fazes, a falta que fazes a este meu coração. Poderei procurar, poderei apenas viver mas na verdade não sou eu, não estou completo, falta um pedaço de mim, faltas e sempre faltarás tu...
Fácil? Fácil é dizer que amas alguém. Difícil? Difícil é o teu coração sentir que cada letra tem sentido, que ele treme em cada momento, que acelera por cada palavra, sentir-se aconchegado em cada olhar, acreditar que cada toque é um sonho. Se amas alguém não percas tempo, a cada segundo que passa, a cada batimento que o teu coração dá, essa pessoa deseja ouvi-lo da tua boca e não lê-lo numa mensagem perdida. Supera-te e alcança a tua felicidade...

Comentários

  1. Texto bonito, o teu, André. Por vezes sabe tão bem esperar algo de outro alguém enquanto ouvimos o bater do (seu) coração.

    «Fácil? Fácil é dizer que amas alguém. Difícil? Difícil é o teu coração sentir que cada letra tem sentido» - ADOREI.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  2. nao se compara a estes lindos textos andré :)

    ResponderEliminar
  3. Nao duvido andré, gosto de mostrar ao mundo o que estou a sentir, o que vai dentro de mim por mais mau que seja, escrever faz-me bem e como se me libertasse, nao sei explicar. mas digo-te sinceramente que tu, tu escreves muitissimo bem *

    ResponderEliminar
  4. Sou o mais sincero que posso, André :) *

    ResponderEliminar

Enviar um comentário