Dualismos...

Há verdades que nunca serão colocadas em causa, há histórias que permanecem intocáveis ao longo do tempo, há pessoas que jamais serão esquecidas, há sítios que deixam recordações no nosso olhar, há cheiros que irão permanecer entranhadas na nossa pele e há um sentimento, um verdadeiro sentimento com o qual jamais conseguiríamos viver sem ele, o amor. Hoje apenas as palavras permanecem naquilo tudo que nem se sabe o que será, hoje fica o sabor de um beijo e o calor de um abraço passado mas sentido, hoje apenas fica mais um traço numa mão, numa sina em que ambos buscamos o amor que acredito que ainda exista mesmo que os outros nos tentem mostrar o contrário, mesmo que um dia nos digam para parar de sonhar, para esquecermos o próprio coração. Amanhã nem sei como irá ser e neste momento não tenho curiosidade disso, sigo lentamente, passo-a-passo, porque na verdade não procuro nada apenas deixo-me seguir pela brisa que arrasta este meu corpo e no final só espero chegar a um porto seguro, a um sentir um pouco diferente do que estou habituado a ver e vivenciar. Já não há palavras, os gestos acabam por valer e representar bem mais…

Comentários