Sentir e não mentir, amar e querer ficar...

Hoje foi um novo começo, mais uma página virada, mais uma história acabada e agora apenas me resta andar na direcção do vento, acreditando nos sonhos que tenho e sabendo lutar por aquilo que verdadeiramente quero. Os meus pés deixaram de estar gelados e a minha vontade de correr e de fazer aquilo que já foi adiado há muito tempo é cada vez maior, cada vez tem mais força e sei que certamente não irei deixar a felicidade escorrer-me entre os dedos e acabar por cair em terra sem dar fruto e apenas contribuir para a areia se tornar cada vez mais árida e seca. O meu quarto agora tem luz, agora o sol pode entranhar entre as finas cortinas e banhar o meu rosto de calor e o meu coração pode agora se encher de outras cores, de outros sabores, de outros sonhos, onde havia a escuridão de uma casa que de nada me fazia feliz, agora existe aquilo que eu chamo de lar, onde tudo era um fio ou até mesmo uma corda bamba agora apenas é um porto de abrigo, uma verdade, uma realidade, uma segurança. A minha viajem ainda agora começou, porque este amor é apenas meu e se não for eu a lutar certamente não será outra pessoa que o faz, não será outra pessoa que me leva às cavalitas e me transporta com o peso do meu corpo, com o peso das minhas vontade mas acima disso com o peso das minhas próprias hesitações. Saber viver, tudo se resume apenas isso, com o tempo aprende-se, com os erros corrige-se e com sonhos luta-se todo o resto apenas é nos ensinado mas cabe a nós seguir esses mesmos ensinamentos ou então criar uns que se coadunem com aquilo que somos...

Comentários