Pode ser tarde...

Somos bem mais que a soma das partes, somos o respirar, o andar, o amor mas acima disso o viver. Não consigo correr mais, tu foges e eu prefiro viver uma realidade do que uma ficção que apenas fica guardada em sonhos e em vontades. O meu corpo estremece e as minhas mãos procuram as tuas, procuram-se encostar a ti, fazer-te uma festa na cara, mostrar que afinal sempre podes te encostar a mim, porque saberei cuidar de ti muito melhor do que quem já o tentou fazer. Não sei o que pensar, não sei mesmo o que pensar de tudo isto mas certamente a claridade dos dias vão me mostrando cada vez mais que o caminho pode ser o errado mas eu quero viver esse mesmo erro e sou bem capaz de fazer do erro, que agora parece tão real, uma história verdadeira, algo que merece estar junto mas que a vida parece querer afastar. Por mais que o tempo passe há coisas que acabam por ficar sempre presentes, por mais que tentes lutar, a vida mostra-te sempre que os caminhos nem sempre são os mais correctos, por mais que tentes fugir a vida acaba sempre por te fazer uma pequena “rasteira” e tu acabas por ser apanhada, acabas por viver aquilo que tanto adiaste...

Comentários