Só voltarei se for contigo...

Levantei-me da cama e pisei com os pés descalços o chão frio de uma noite diferente de todas as outras, debrucei-me na janela a ver o luar na esperança que este me trouxesse o sono de volta. Era uma noite inquieta e os pássaros não me deixavam dormir porque estavam a cantar na árvore que acabou por tapar toda a minha janela de um momento para o outro. Estava escuro e tive de ligar o candeeiro a óleo que se encontrava naquela casa perdida no meio do nada. Parecia um filme, aqueles filmes que apenas assistimos no cinema pensando que nunca acontecerá na realidade ou que apenas tudo não passa de uma ficção que os realizadores inventam. Os meus passos ouviam-se pelo estrado de madeiras ocas e ao mesmo tempo velhas daquele casario longe da civilização e perdido no meio do tempo, as horas não passavam e a minha vontade de ir era enorme. Tinha recordações e os fantasmas de tudo aquilo que passou começaram a me invadir de novo e eu sem forças para os deter, foi então que a primeira lágrima correu, entre um rosto gelado e um corpo que conseguia estar bem mais frio, congelei ali, encostado a uma parece branca com quadros que me traziam arrepios e sentado num soalho que fazia transparecer todas as movimentações do meu corpo. Estava estático e apenas o som do vento se ouvia naquele quarto, ao mesmo tempo tão vazio e ao por outro lado tão cheio de recordações. Fiquei assim à espera que a manhã chegasse e que com o sol me despedisse daquela casa e partisse de novo para o meu mundo e para a minha vida actual e que tanto anseio viver, mas as horas teimavam a passar e eu com o corpo gelado procurei voltar a me deitar numa cama estranha para mim e onde o colchão parecia mais uma série de molas que já estavam gastas pelo tempo e pelas pessoas que ali repousaram. Foi então que me veio a recordação mais bonita que poderia ter chegado e nesse momento as minhas lágrimas pararam e o meu corpo finalmente aqueceu, encostei assim a cabeça a almofada e consegui dormir mais aconchegado porque tinha no coração aquilo que necessitava naquele momento. Chegou a manhã e com ela parti na esperança de não voltar aquele lugar ou então de voltar contigo porque sei que tens o poder de mudar o meu mundo e de me libertares de tudo aquilo que faz parte de um passado. Fui assim com um sorriso no rosto e o esquecimento de uma noite mal passada...

Comentários