Guia-te por aquilo que tenho para te dar...

Ser livre é das melhores sensações do mundo, ao mesmo tempo algo tão simples e natural e por outro lado algo difícil de se conquistar. Sonhamos com a altura de sermos livres, com o sair da casa dos pais, com o viver a vida de forma só nossa, com a vontade de descobrir e conhecer novas coisas, e com uma serie de outras experiências que acabam por invadir o nosso imaginário. Assim é e procuramos constantemente esta liberdade, desprendendo-nos das amarras que a vida nos coloca, das prisões que a sociedade nos inculcou e da separação entre certo e errado que os nossos pais no ensinaram às suas maneiras. Ter e não ter, possuir ou então libertar, vivemos com estes dilemas, com estas questões que acabam por nos deixar assim, sem saber o que fazer e acima disso sem saber o que na realidade é o mais certo. Amar é assim, acredito que não é prender, é ser livre, é saber estar, saber agir, saber sentir mas especialmente saber respeitar aquela pessoa que nos completa e que faz dos nossos dias, dias bem melhores. Somos livres mesmo com os nossos condicionamentos, somos humanos e sabemos que temos de viver com o erro, somos frágeis e temos medo de arriscar, somos corajosos e sabemos lutar pelo que queremos mas o mais importante é que somos feitos de carne e sangue e que no nosso interior temos um coração que vive de amor e que sem ele jamais conseguiremos respirar. Então não me enganem com as melhores mentiras e não me iludam com os melhores disfarces, vivo e sinto mais aquilo que é natural, genuíno, que apenas vem do coração e não da cabeça que tantas vezes nos acaba por atraiçoar. Pega-me na mão e certamente te posso mostrar bem mais do que aquilo que viste, pega-me na mão que não te ato as tuas e te deixo livre, pega-me na minha mão e fecha os olhos, confia e apenas te guiarei pelos sentimentos, pega-me na mão, meu amor, pega-me na mão...

Comentários