Todo o ser humano tem dias em que o mundo pesa...

Há muito tempo que não me sentia só, mas hoje esse dia chegou e só espero que a noite venha e me traga um sono que me adormeça desta realidade e me ofereça sonhos que me alegrem mais este dia cinzento. Hoje as nuvens invadiram o meu dia, não sei se é pela simples razão do dia se encontrar assim ou então apenas porque este dia poderia ser riscado e passado à frente. Ouço a música, aquela que me traz recordações para de uma forma ou de outra encontrar um escape para poder sorrir, sei que amanha será diferente mas hoje a alma apenas me pede um descanso, hoje a alma encontra-se cansada e o meu coração parece não bater com intensidade para a fazer mover. Quero agarrar mas as mãos começam-me a falhar, quero sorrir mas não o consigo e acima de tudo a ideia de desistir invade o meu corpo e só procuro uma nova vida, um novo sonhar e um novo sentimento que me voltem a despertar para os dias quentes de verão. Começo a pensar que o sentir não é devidamente observado, que o amor apenas é uma construção que de nada serve ou então até mesmo uma fantasia criada em contos e nos transmitido quando somos crianças. Cresci a sonhar com grandes histórias, com grandes amores, com grandes vitórias e isso de uma maneira ou de outra moldou a pessoa que hoje sou e o sentimento que hoje tenho. Não sei se tudo isto é errado ou até mesmo uma utopia inalcançável para qualquer ser humano, mas prefiro acreditar em grandes histórias do que em falsos amores repletos de lágrimas, distâncias, variâncias de humor e até mesmo por a ausência daquilo que é o mais importante, o amor. Posso ser assim, posso perder, posso ganhar e até mesmo podem nem me ver, mas sou assim, construído de ossos e pele em que apenas a alma e o coração comandam, a mente, essa, apenas ocupa um lugar em decisões importantes, mas nunca, nunca no amor...

Comentários