Rascunhos de um dia cansativo...

Por instantes tudo parece tão frágil, tudo parece um conto de fadas que teimamos em continuar, somente para dar algum brilho natural a uma vida que por vezes parece monótona. É nestes momentos que vemos que não podemos ter controlo de tudo, que tudo tem a sua lógica e o seu tempo e a nós só nos cabe esperar e desesperar por momentos certos e por alegrias que ansiamos há muito tempo. Por vezes damos por nós a pedir sempre mais e mais, um mais que nem sabemos o que é, mas que parece-nos faltar, parece que é um pedacinho, um buraquinho que falta ser tapado e continuamos insistentemente à sua procura. Daqui surge um grande erro humano de desvalorizar o que se tem e procurar-se sempre algo que não se possui, não sei se é defeito, virtude ou até mesmo outra coisa tal, só apenas sei que se temos é porque a razão desse ter tem algum significado e sentido e se perdemos ou até mesmo nunca tivemos é porque apenas algo não passa de uma prova que temos de superar e passar em frente. Falo assim porque acredito que se uma pessoa cai tem força para se levantar de novo, somos compostos de vitórias mas as derrotas também ocupam um lugar importante visto que são elas capazes de nos tornar mais fortes e de fazer de nós futuras pessoas que seremos amanhã. Tudo acontece por um motivo, na hora certa, no minuto certo, no local certo, acabaremos por viver algo que à partida dávamos como impossível. Não sabemos o que iremos viver amanhã, por isso o importante é viver um hoje e vive-lo de uma forma o mais completa e recheada possível, pois mais vale viver uma vida com certezas e incertezas do que apenas na procura de certezas e no medo de falhar...

Comentários