Palavras em que todos nos revemos...

Olhares, simples olhares que valem muito mais do que palavras e gestos pensados. Simples, puros, sentidos olhares, que são transmitidos de uma forma envergonhada mas ao mesmo tempo tão verdadeira. Saber e sentir, apenas isso, esquecer o mundo as pessoas, os sons, os cheiros e até mesmo os sabores e apenas olhar nos olhos, transmitir, sorrir, sentir e acima disso saber que não é fantasia mas sim uma realidade que teima em fugir e se esconder. É assim, um dia mais numa história diferente de todas as outras, um dia mais em que sei que posso sentir mas não consigo por agora viver. Espero porque acredito nas minhas convicções e acima disso nos sonhos que crio e que me são muito próximos. Saberei e irei dormir com o coração mais aconchegado porque de uma forma ou de outra sei que tudo o que existe e se transmite tem significado e torna assim sonhos em realidades e as paixões em amores mais resistentes. O sentimento que muitas vezes é construído dá lugar a algo idealizado, e o que por vezes não passa de uma farsa origina algo que afinal de contas não se pode fugir porque um dia destes acabamos apanhados por uma rede, uma teia que faz-nos viver como adultos e não jogar as escondidas como pequenas crianças. Se não são sinais então não sei o que isto é...

Comentários