Diferente ou apenas uma réplica de um molde já seguido por todos?...

Quis escrever recordações, quis apenas escrever as recordações que me ficaram presas ao coração mas isso não consigo, a minha mente foge até ti e o meu coração respira sabendo que o teu respira também. Sei que não deveria estar a escrever isto, sei que o melhor era virar as costas e fazer que me és indiferente, mas não consigo, não consigo me libertar de ti e do meu pensar em ti a cada hora, em cada imagem e em cada sorriso que me faz lembrar o teu. Queria apenas ser assim, uma folha lisa que a vida vai escrevendo mas não sou, sou um diário cheio de recordações, um baú com imagens marcantes e uma rádio onde passam aquelas músicas que me fazem recordar episódios felizes e marcantes da minha vida. Todos os dias me deparo com coisas boas que a vida me dá, todos os dias aprendemos algo, aprendemos a valorizar o que temos e a deixar as nossas frustrações em casa, agarradas aquela que consideramos ser a nossa parede das lamentações, aquela em que encostamos a cabeça todos os dias e reflectimos, arrependemo-nos e até mesmo desabafamos os nossos sonhos e as nossas vontades que mais ninguém conhece. Sei que estas palavras vão ser lidas e entendidas de formas diferentes, porque feliz ou infelizmente uma imagem, um padrão, uma frase, um gesto pode ser entendido de formas diferentes, de perspectivas diferentes porque cada um de nós é único a sua maneira, porque cada um de nós procura nem que seja por um instante diferenciar-se de todo o resto e apenas ser um só, um só que sonha individualmente pensando num futuro conjunto. Eu gosto da maneira como encaro o mundo mas muito dessa minha visão deriva desta minha pequena mas vivida vivencia neste mundo, aprendi com erros, com nãos e até mesmo com histórias que fui vendo e fui vivendo. Hoje em dia podemos nos orgulhar de ser diferentes, hoje em dia podemos nos orgulhar de ter as nossas próprias convicções e as nossas próprias opiniões porque muitos querem ser iguais, muitos querem ser falsas réplicas daquilo que acreditam ser o molde se “rapaz ou rapariga ideal”, sei que ser por vezes nós acarreta com sigo consequências porque acabamos por cair no erro humano de se querer aquilo que é igual e não aquilo que é diferente mas numa coisa acredito e defendo, mais vale sermos amados por aquilo que verdadeiramente somos do que cobiçados por aquilo que copiamos dos outros...

Comentários