Ainda sei sonhar e tu?...

Por vezes olhamos para trás e sentimos que deixamos algo que afinal deveríamos ter agarrado, é nesses períodos que vemos que não possuímos a força que por vezes parece imensa, é nestes períodos que sentimo-nos inúteis face ao destino e aquilo que está escrito para a nossa vida. Há tempos atrás seria impossível escrever isto porque não acreditava em destino e muito menos numa história traçada, mas a vida tem me vindo a mostrar o contrário, que ela é capaz de nos surpreender, que é capaz de nos tirar pessoas ou até mesmo coisas mas sempre acaba por nos dar outras. Acredito que podemos contribuir para esse destino, acredito que podemos fazer dos nossos dias melhores mas não temos o poder de saber o futuro e é neste ponto que acredito no futuro e no que ele traz consigo. Há pessoas, situações, cheiros e até mesmo paladares que nos irão acompanhar para todo o resto da vida, mas há aquela saudade que também faz parte e que por vezes nos faz prender a um passado que sabemos que já foi perdido mas que a nossa capacidade de sonhar nos faz ficar lá agarrados com a esperança de algo que acaba por não vir, e é nessas alturas que acabamos por deixar que a vida nos passe ao lago e que com isso percamos sorrisos, abraços e outras formas de gostar e sentir. Amanhã sei que certamente será diferente do que vivo hoje e sei acima de tudo que a vida é uma, que no meio dessa vida há tantos actores e que tanto eu como tu somos apenas mais dois no meio de tantos mas que os sentimentos serão diferentes de todos os outros porque o que é nosso é especial e o que é dos outros apenas é deles e só deles. Por isso preserva o que de verdadeiro tens em ti e não te esqueças que mais vale sermos aquilo que somos e amarem-nos por isso do que apenas querer ser alguém só para que aquela pessoa olhe para ti...

Comentários