Arrependimento ou apenas uma consciência pesada?...

Os dias passam e este fantasma continua a perseguir a vida daquele que um dia errou e arrependeu-se desse mesmo erro. Ele não sabe o que fazer procurou desesperadamente uma solução, solução essa, que teima em não aparecer e as noites deste tornaram-se em voltas constantes na cama e numa vontade de dormir que não é realizada visto que a realidade tornou-se dura demais para ele e para o que acreditava ser uma verdade. Agora não sabe o que fazer, mudar a vida? Ou apenas continuar a viver desta forma? Nem ele encontra resposta para isso mas de momento só quer que tudo passe na sua cabeça e que consiga voltar a viver da forma como vivia. Não sabe de onde o arrependimento veio mas este veio de um sitio e apoderou-se do seu corpo e sobretudo da sua mente, não consegue de momento viver apenas sobreviver e isso deixa-o assim num mar de angustia e com falta de um porto seguro em que se pode abrigar e voltar a se sentir ele próprio. Por agora só pensa em esquecer, em remediar aquilo que ficou mal feito, em tentar acalmar o seu coração e em tornar-se apenas um pouco mais feliz, um pouco mais assertivo nas suas acções e no que realmente quer da sua vida. Assim está este rapaz a recolher, se calhar, aquilo que plantou e acima de tudo a aprender com os erros que cometeu. Pensa em não voltar atrás mas também pensa que se o pudesse apagaria este últimos dias e com isso acabava por limpar a sua mente de um episódio que o marcou e deixou marcas até hoje. Será que por vezes não pensamos? Será que por vezes somos tão irresponsáveis que depois temos de viver com uma culpa e uma consciência pesada? Errar é humano, sempre me foi dito, agora depende desse rapaz crescer e ver que umas horas de felicidade pode originar nuns tantos dias de revolta interior e de vontade de apagar tudo. Como não se pode apagar um passado ainda recente apenas resta viver com ele e mudar para a frente o que está errado. Ontem tudo parecia claro e divertido mas hoje apenas uma enorme falta de sentido de responsabilidade e orientação. Pode-se fazer qualquer figura, pode-se dizer algo que nem nos lembramos, podemos agir de uma forma que não é a nossa mas pior que isso tudo é auto-destruirmo-nos e com isso acabar por prejudicar a nossa saúde e a nossa forma de ser. Os erros existem para os correr-mos mas quem cai no erro mais do que uma vez não é cuidadoso mas sim parvo e não sabe dar valor aquilo que tem na vida e sobretudo respeitar-se como pessoa. Apenas resta a este rapaz aparecer dias melhores e esperar que as recordações de um dia menos agradável lhe desapareçam da mente mas que deixem uma lição para dias futuros...

Comentários