Desistir? Nunca...

Olha-me nos olhos, pego-te na mão e encosto a tua contra o meu peito para sentires toda a pulsação deste coração que bate e vive de amor. Sente, apenas sente, esquece todo o barulho que surge do exterior e sente apenas o som do coração, aquela melodia harmónica, por vezes descompassada e noutras vezes completa de batidas fortes e apaixonadas. Amar é assim, não é ver, não é falar apenas sentir, entregarmos o nosso coração, sentir as nossas batidas, as nossas mãos transpiradas e os nossos olhares e gestos cúmplices e ao mesmo tempo simples e claros. Olha-me nos olhos, olha-me nos olhos que não engano com o meu olhar, eles espelham aquilo que sinto, aquilo que é verdadeiro, aquilo para que vivo e acima de tudo mostra o amor que não consigo conter dentro de mim e dentro deste meu frágil coração que apenas lutar para ser feliz. Não procuro aquilo a que eu chamo amor, pois defendo que ele aparece e só esse mesmo amor, que acaba por surgir nas nossas vidas é aquele mais verdadeiro, aquele que não engana e que acaba por não ser construído sobre falsas pontes mas sim sobre fortes edifícios que aguentam tempestades, dias menos bons e até mesmo luta contra tudo e todos para continuar de pé e vivo por muito e muito tempo. A receita para o amor é apenas amar, respeitar, correr, lutar, viver e acima disso é saber que os sonhos podem se concretizar, que as vontades podem se tornar reais e que os grandes amores podem existir sim, apenas basta semear, regar e esperar. Tudo tem uma certa hora para acontecer e o que não aconteceu hoje pode acontecer amanhã, depois de amanhã ou até mesmo um dia que nem sabemos qual. O importante mesmo é não desistir, desistir é matarmo-nos, desistir e acabar com os nossos próprios sonhos mesmo antes de os viver, desistir para mim não existe e para ti? Posso esperar muito tempo, posso enganar-me e voltar a cair em erro, posso ter vontade de fugir invés de ficar, mas uma coisa eu tenho a certeza, DESISTIR NUNCA, pois quero viver e não sobreviver neste “nosso mundo”, quero abraçar, quero cheirar, quero sentir, quero saborear, quero sorrir e acima de tudo quero amar...

Comentários