Alma...

Alma leva-me a alma, acima do pranto que o tempo deixou, oh alma, não vás com o vento sente a coragem daquilo que sou, leva-me par a longe do sol posto, leva-me até tudo o que brilhar. Alma oh alma, tu a mim não me enganas mas sim o coração, alma desprende-me desta cegueira e torna-me alguém mais real, alguém mais distante para assim não me magoar. Sei que sou assim mas sei que em si esta minha forma de viver é um erro, não procuramos a perfeição apenas procuramos uma aventura e é isso que me custa viver. Não me quero enganar, mas também não quero ver o tempo a passar por mim sem que eu agarre algo, sem que eu viva alguma situação, sem que eu pelo menos seja feliz nem que seja por um dia. Por isso, alma, não vás com o vento, agarra-te ao meu corpo e leva-me contigo onde sei que não vivo mais um engano...  

Comentários