Agarrar com as duas mãos invés de pegar com apenas uma...

Agarrar o mundo com todas as forças, ser feliz, chorar de alegria e viver as emoções de um grande amor, é assim e com estes sentimentos que acordei hoje. Quero viver mais, quero conhecer mais, hoje a revolta tomou conta do meu corpo, a música corre pelas minhas veias e a adrenalina está no seu expoente máximo. O passado para mim disso não passa, de passado, pessoas ficaram para trás, sentimentos ficaram para trás e histórias ficaram perdidas e esquecidas, esbatidas por um tempo que não pára e por uma vontade de viver imensa. Hoje acordei assim e este meu dia está a ser um dia vivido com medo de voltar a perder o que já perdi, com medo de voltar a pensar como pensava e com medo de voltar a deitar tudo para trás das costas e fazer que coisas e pessoas não existem. Esquecer por vezes é o melhor remédio mas por outro lado pode ser a pior das soluções porque jamais conseguiremos voltar a sorrir como antes e nunca mais na vida acreditamos em algo que antes nem punha-mos a ideia de duvidar. No meu caso esqueci, parti, sorri, chorei mas consegui colocar numa gaveta todos aqueles “monstros” que invadiam o meu passado e não me deixavam ser feliz como agora sou. Perdi o medo, perdi o receio, agora arrisco, salto do abismo mesmo sem pára-quedas, amo, vivo, sinto, respeito, erro e acima de tudo aprendo com estes mesmos erros. Agora sim, agora sei o que perdi e sei o que realmente vale a pena e o que me torna feliz e que me rasca um sorriso no meu rosto...

Comentários