Uma história que parecia não ter fim...

Ele e ela, os dois, duas almas que se amavam e que prometeram juras de se amar eternamente. Ela vivia para ele e ele apenas respirava para sentir ela para todo o sempre. Muitas juras foram trocadas a beira de um rio que serviu de pano a toda esta história de amor. Agarrados pela mão seguiam num pontão que estava sempre lá aquela hora à espera daquelas das almas que se amavam e que eram capazes de devorar o mundo com todo o seu amor. Era assim mais uma história de fadas tão mas tão alegre que as horas pareciam que passavam a correr e o medo de um perder o outro era tão grande que os abraços eram tão fortes e as mãos tremiam e transpiravam na hora em que se tinham de separar para rumarem as suas casas.
Os tempos passaram e esse amor, grande, verdadeiro começou a ruir aos poucos, o pontão começou a esperar por estas duas pessoas mas elas tardavam em chegar, o caminho cada vez começou a ficar mais curto e o que antes eram abraços fortes passaram apenas a simples beijos rápidos e apressados. A culpa não foi da falta de amor mas sim da falta de confiança, o medo de perder foi tão grande que começaram a existir a mentira e daí ao fim foi um instante. A mentira nunca acaba bem, e nesta história de hoje tudo acabou com isso mesmo, a história de amor não foi uma mentira mas sim as personagens foram uma tremenda mentira, promessas que ficaram esquecidas, sonhos que ficaram por realizar e mas importante que isso ficou um grande amor por continuar e acabou por morrer na praia a espera que alguém o conseguisse erguer.
Hoje acredito que tudo poderia ter sido diferente, acredito que esta história fez de estas duas pessoas, pessoas muito melhores, pessoas capazes de saber ver os seus erros e aprender com eles, cada momento, cada cheiro, cada beijo, cada abraço e até mesmo cada despedida foi sentida com muita intensidade e com bastante amor que eles tinham um por o outro. Acredito que tudo aquilo fez sentido e que contribuiu para ambos construírem algo mas sólido e mais verdadeiro no seu futuro. Ambos já pensavam em voltar atrás, e disso tenho a certeza, mas os impedimentos são tantos, as histórias são tantas e eles mudaram um pouco com o tempo o que os faz ter medo de voltar a acender uma chama que a algum tempo foi apagada com sofrimento e com desejo que um dia ela voltasse ao seu auge.
Gosto de acreditar que estes amores sejam verdadeiros, porque se as promessas não foram eternas pelo menos na memória e no coração deles ficará sempre a recordação de um grande amor, ou seja, do seu primeiro grande amor...

Comentários