Surpresa ou desilusão? Há pessoas que se sabe que nunca iremos esquecer...

Tenho vontade de viver, tenho sede de descobrir novas coisas que de uma maneira ou outra me dê um novo rumo a minha vida. Pensei em escrever para ti, pensei em ligar só para ouvir a tua voz, mas para quê? Do que serve por vezes lutarmos por algo que está destinado morrer na praia? Há tantas pessoas, há tantas situações e eu neste momento quero é viver, quero tanto mas tanto me divertir na companhia daqueles que são mais chegados ao coração, daqueles que realmente me marcam a vida e me enchem o coração de algo que há pessoas que não o conseguem fazer.
Nunca pensei em desistir de nada, porque isso vai contra aquilo que verdadeiramente defendo, mas há coisas e pessoas que não valem a pena lutar porque se sabe que são um caminho errado ou até mesmo um tempo que se perde invés de viver-se. Hoje apenas digo que sei que realmente vale a pena, quem realmente é o melhor caminho, a decisão mais acertada, alguém que não desilude mas sim aumenta a cada dia que passa o meu carinho e a minha dedicação por ela.
Detesto pessoas fúteis que coleccionam comentários elogiosos como forma de se afirmarem e de acharem que são melhores que todos os outros mas que na realidade ainda não sabem ver a vida e acima de tudo, e ainda pior, não sabem distinguir sentimentos verdadeiros de sentimentos construídos sobre farsas ou apenas simples formas de “engatar”. Como será que as pessoas podem ser tão cegas? Como será que as pessoas não conseguem ver aquilo que está mesmo em frente aos seus olhos? Estas são questões que me coloco constantemente mas que não consigo, por mais que tente, encontrar respostas, porque a vida é uma espécie de caixa de mistérios que se vai tirando sempre novidades a cada dia que passa.
Há pessoas com vale a pena estar, pessoas que nos marcam, pessoas que se por eventualidades da vida acontecer um corte ou até mesmo uma discussão passageira, sabemos que a nossa vida não é a mesma coisa, que os nossos dias não são os mesmos ou que até não conseguimos ser felizes na totalidade porque está ali uma falta que ninguém nem nada consegue compensar. Há dias assim em que não conseguimos controlar os sentimentos, que não conseguimos controlar as nossas frustrações e elas acabam por aparecer em palavras ou até mesmo em textos como é o meu caso.
Gosto de saber com o que conto, gosto de saber por onde vou, em que ancoras me atracar em dias mais tempestuosos e onde me abrigar quando o tempo não está a meu favor. Adoro saber que fiz escolhas certas, orgulho-me de ser quem sou, mas sobretudo, adoro conhecer quem conheci e falar com quem falei, pois todas as pessoas são diferentes umas são uma verdadeira surpresa e marcam para sempre a nossa vida e ainda há outras que são uma verdadeira desilusão e por isso são varridas da nossa cabeça e que infelizmente permanecem no nosso coração...

Comentários