Viver no passado? Do que serve?...

Hoje escrevo estas palavras ao vento esperando que este arraste elas em direcção a ti e a tua pequena e frágil alma. As mudanças começam a acontecer, o que era dado como certo ontem, hoje já é incerto, o que era verdade passa a ser mentira e o que era apenas um interesse e uma vontade de conhecer passa a ser amor. Gosto das coisas assim, que acontecem, que surgem de uma maneira simples, clara, mas acima de tudo verdadeira. Não gosto de me enganar, como sabes, mas acima de tudo não gosto de enganar ninguém nem mostrar sentimentos que na realidade não existem, prefiro viver o momento mas nunca esquecendo o que tenho dentro do meu coração e as vontades e sonhos que pretendo realizar.
Quando acordei, ainda um pouco baralhado com todo o mundo que me circundava tomei a decisão acertada, vou esquecer tudo aquilo que tem de ser esquecido, deixar mesmo lá para traz recordações, histórias menos felizes e até mesmo pessoas que na realidade nunca mereceram o amor que lhes era depositado nas mãos. A partir de hoje quero construir algo mais sólido, algo que na realidade resulte da junção das nossas vontades e do amor que temos dentro do nosso peito.
Estas são as últimas palavras que me prendem a um passado ainda recente, pois, como disse, a partir de hoje irei esquecer tudo aquilo que na verdade a vida encarregou-se de mostrar-me que era errado, que era apenas ilusão ou até mesmo um teatro encenado em que a personagem principal, devido a sua imaturidade, não conseguiu saber o guião e apareceu em peça de uma maneira distante, fria, característica da sua ainda pequena personalidade.
Todos nós cometemos erros na vida, uns mais puníveis, outros menos, mas será que por o primeiro passo ter sido mal dado, não se pode acreditar num segundo? Eu acredito se a vida nos dá oportunidades não as devemos deixar fugir, se tu deixas as coisas saírem a voar das tuas mãos eu prefiro muito mais agarra-las com todas as forças que tenho.
Estas são as últimas palavras pois a partir deste momento só o meu silêncio é que vais conseguir escutar...

Comentários