Um novo dia nesta minha vida...

Nem sempre conseguimos expressar por palavras aquilo que temos agarrado ao nosso coração, são sentimentos e, logo, os sentimentos não se escrevem apenas sentem-se e saboreiam-se conforme eles sejam. Há uma multiplicidade de sentimentos que invadem a nossa vida todos os dias, raiva, felicidade, injustiça, tristeza, mas há um que nem toda a gente consegue sentir e esse sentimento é o amor.
Por vezes dou por mim a pensar se só quando perdemos algo é que sentimos a sua falta e na realidade isso é mais pura e inquestionável verdade. Há pessoas que nos querem bem, há pessoas que gostam de nós verdadeiramente, mas nós por circunstâncias da vida ou pelo nosso medo de amar as deixamos perder, aí sim, o sentimento de perda é grande e o pesar na consciência ainda maior.
Há acontecimentos que servem para nos abrir os olhos, há pessoas que passam pela nossa vida para a marcar e para nos fazer crescer não fisicamente mas sim psicologicamente. Não gosto de falar da pessoa em si mas sim do meio que a rodeia, tu és aquilo que a sociedade faz de ti, tu és mais uma actriz que anda por aqui no teatro da vida. A única coisa que eu penso que é verdadeira, nossa, pura é o amor e esse sim é bastante forte capaz de derrubar barreiras e construir os mais fortes castelos que nunca se derrubam com o passar do tempo.
Por tudo isto não me venham com palavras feias, e gestos da mais pura discriminação ou preconceito, quando vêem duas pessoas na rua e as julgam só pela forma física ou até mesmo pelo jeito de andarem ou se expressarem. Amar é isso mesmo, respeitar o outro, viver para o outros, gostar de cada qualidade e saber viver com cada defeito, amar é sentir o outro e não o que pensamos que os outros pensam.
Cada um de nós sente uma serie de sentimentos ao longo da vida, enquanto há uns que vão e outros que vêem há um sentimento que nunca sai do nosso coração pois de certa maneira é ele que o marca deixando cicatrizes para toda a vida e esse sentimento é o amor.

Comentários