Quero tanto quem sintas...

Hoje não sinto a força nos meus braços, hoje não sinto a vitalidade de ontem, hoje apenas estou aqui sentado a espera de dias mais quentes que me voltem a encher de alegria e força para esta caminhada em direcção ao amor. As palavras hoje que te escrevo ficam um pouco mais adormecidas, mais apagadas e especialmente hoje não escrevo tudo aquilo que quero e tenho para te dizer. Tudo isto porque, como já disse, não estou com força, não estou com estado de espírito e muito menos estou com os sentimentos a flor da pele.
Sabe bem estar em casa em momentos destes, ter aquelas pessoas que mais do que ninguém nos amam de verdade, cuidam de nós e dariam o que têm e o que não têm só para nos verem bem e felizes. Adoro estar aqui sentar-me e falar durante horas, rir a ouvir histórias que saem da boca do “chefe” e até mesmo de acordar a meio da noite e saber que estamos acompanhados mesmo com uma parede a separar duas divisões da casa. É assim que agora estou e é assim que pretendo ficar durante mais algum tempo.
Adorava que soubesses tudo aquilo que te quero dizer mas que hoje não consigo escrever, queria apenas que sentisses, que visses a tua pele a ser tocada mesmo estando afastado de ti e acima de tudo que sentisses o meu carinho e o meu amor num beijo que de momento não te posso dar. Hoje estou aqui mas espero que amanhã eu e tu possamos estar juntos e ai sim já posso pensar em largar tudo e construir contigo tudo aquilo que tenho agora. Hoje não mas amanhã talvez...

Comentários