Há dias de revolta...

Nem sempre as pessoas são como idealizamos e nesses dias acabamos por nos desiludir com certas coisas que aparecem e nos fazem ficar de boca aberta pois nunca pensamos que a maldade humana chegue tão longe. Hoje não escrevo para ti mas sim para todo este mundo em que vivemos, estou farto de ver tanta falsidade e tanta hipocrisia a minha volta. Será que as pessoas não conseguem ser só um pouco mais verdadeiras?
Acredito que verdade é a melhor coisa que se deve ter, por vezes dói eu sei, mas para mim mais vale me magoarem com a melhor verdade do que me iludirem com a pior mentira. Não sei como há gente que adora viver a vida dos outros, meter-se na vida dos outros mas acima de tudo pensarem que estão a fazer algo que lhes está a dar prazer mas esquecem-se que por isso estragam amizades, amores e até mesmo relações de cumplicidade.
Cada um é como é e o maior erro é tentar-se ser quem na verdade não somos. Vivemos num mundo em que todos somos actores mas há quem nunca tire a mascara, quem tente passar um papel que na realidade não corresponde com o seu verdadeiro ser, com a sua verdadeira identidade mas especialmente que transmite sentimentos e acções contrárias aquilo que na verdade pensam e sentem.
Não consigo viver uma vida assim, baseada em falsas acções e em falsos olhares e até mesmo cumprimentos na rua, não sou assim, nunca fui assim e muito menos nunca quero ser assim. Adoro me deitar na cama, encostar a cabeça no travesseiro e conseguir dormir sem ter a consciência pesada de actos e acções que pratiquei. Gosto de ser livre ter a minha opinião sobre as coisas mas no que toca a parte de fazer falsos juízos de valor esqueçam pois ai salto fora do barco e parto para outras conversas que me deixem mais realizado como pessoa.
Há quem não saiba distinguir brincadeiras de outras coisas, e a essas pessoas só tenho uma única coisa a dizer, passem bem mas com vocês eu não brinco mais...

Comentários