Há coisas que não se pensam apenas vivem-se...

Nada melhor que voltar as origens, nada melhor do que acordar e cheirar aquele cheiro da comida acabadinha de fazer e aquela voz que nos chama a um passo apresado para uma mesa já posta e um lugar vago só para nós. Não há nada melhor do que estar perto daqueles que mais amamos, aqueles que sempre nos acompanharam, que viram o nosso primeiro passo, que ouviram a nossa primeira palavra mas sobretudo aqueles que nos enxugaram as lágrimas quando algo não corria da melhor maneira.
Mas nem sempre tudo é assim, a vida é feita de escolhas e para viver-mos e construir-mos algo temos de abdicar destes momentos, destes cheiros, deste cantinho mas acima de tudo afastar-nos do amor que sentimos no nosso lar. Sei que é bom ter liberdade, fazer o que quiser, quando quiser, a hora que quiser e não dar justificação de nada mas em compensação perdemos algumas coisas e há coisas dessas que nunca mais na vida vamos recuperar.
Por isso tudo aproveito cada dia como se fosse o ultimo, eu não sei o que se passa amanhã e prefiro arrepender-me por algo que fiz mas sei que fiz do que por algo que acabei por não fazer e deixar passar. Acredito que as coisas aparecem em certos períodos do tempo e se não agarrar-mos naquela altura já não agarramos mais. Com o amor passa-se isso mesmo, há uma altura em que surge aquela pessoa, aquele sentimento, aquela vontade e se não pegar-mos nisso nunca mais voltamos a pegar, podemos estar, sim, com aquela pessoa mas na verdade o tempo já não é o mesmo, a vontade já mudou e o sentimento já se modificou.
Lutem, batalhem, agarrem, façam das tripas coração mas nunca desistam de viver algo só porque o vosso medo de amar é maior. Nunca nos podemos esquecer que o tempo não pára, que as pessoas vão e vêem, que os sentimentos aparecem e desaparecem e que um dia mais cedo ou mais tarde já não temos mais oportunidade de vivenciar mais nada porque somos obrigados a partir.
Há coisas que não se pensam apenas vivem-se...

Comentários