Apenas luz...

A luz que acende o olhar vem das estrelas do meu coração vem de uma força que me fez assim, vem das palavras, lembranças e sonhos que nunca esqueci, vem de algo superior a todos nós, superior à nossa força, superior ao nosso desejo mas acima de tudo superior aos nossos sentimentos. Sente o meu amor, sente o me querer, mesmo que as sombras te passem pela frente e não te tornem as coisas claras.
Estica a mão e segue-me, hoje tenho uma coisa para te mostrar, um mundo novo onde poderás descobrir o que verdadeiramente sou e o que na realidade te quero dar, sente o meu amor, apenas sente, fecha os olhos confia em mim, confia no que te digo, pois se te pego na mão é porque não te quero deixar por aí, perdida.
Vem comigo, não olhes para traz, pois o que interessa é viver o presente e esse presente está mesmo nas tuas mãos e é só preciso o agarrares com toda a força para que não o deixes fugir. Por vezes ponho-me a pensar se é mesmo isto que quero, se é esta a vida que sempre sonhei mas para tudo isto não arranjo uma resposta, não sei se é pelo simples facto de não te ter, ou pelo medo de representares uma desilusão para todos os meus sonhos ainda de miúdo mimado.
Por hoje é tudo mas espero que amanhã consiga escrever aquilo que na verdade se passa entre nós o que na realidade tanto eu como tu queremos mas que apenas está envolto numa camada que se chama receio ou até mesmo vergonha de amar.
A simplicidade e a honestidade são das características que mais valorizo no ser humano pois se elas não existirem caímos no risco de nos tornarmos pessoas fúteis no meio de tantas outras que nenhum valor têm...

Comentários