Sem respostas a vida não anda…

Desistir ou apenas não abandonar o barco? Não sei o que fazer, sinto-me perdido não queria nem quero ser aquilo que não sou e muito menos fazer que tudo isto resulte num afastamento frio e amargo marcado pelo inicio das primeira chuvas de inverno.
Orgulho-me até aos dias de hoje de saber o que quero e saber pelo que luto e que essa mesma luta vale a pena. Um dia irei ter a recompensa que mereço, pois quem luta acaba por vencer pode não ser hoje, nem amanhã mas essa recompensa acabará por chegar um dia. Será que o teu medo é arriscar ou apenas a simples razão de víveres presa a um passado que não te faz avançar no tempo e que te faça voltar a ser feliz? Isso não sei dar resposta pois só tu e mesmo só tu a sabes dar.
Voltar a olhar-te como se nada fosse nunca irei o conseguir fazer pois o sentimento é tão forte que por mais que tente nunca mas nunca o conseguirei fazer. Pessoas especiais, sentimentos especiais e sobretudo verdadeiros não se encontram ao virar de cada esquina que se cruza.
Eu sei ver isso mas será que tu sabes?
Não sei se foi prematuro reinventar esta forma de gostar de alguém mas não me arrependo nem um pouco e se houver arrependimento ai sim nunca foi amor…

Comentários