"Preciso de ti..."

Não digas nada e apenas... vem.
Preciso sentir o teu corpo, sentir-me vivo,
Em tudo aquilo que somos os dois (só nós dois).
Preciso que me olhes... 
Que me envolvas nos teus braços, 
Que me faças sentir mais homem - 
Ao pertencer-te: por inteiro.
Não digas nada... 
Quero viver-te em mim, viver-te sem fim,
Entregar-me à loucura dos nossos beijos,
À liberdade das nossas vontades.
Quero pertencer-te... para sempre.
Nada digas nada e apenas... vem.
Sem hora marcada, sem qualquer desculpa.
Ama-me por tudo aquilo que sou.
Ama-me pela intensidade que eu... te amo.


Comentários

Enviar um comentário