"Em cada chegada"

O tempo passa... meu amor,
Com ele vão os sonhos que sonhamos,
Nas noites em que nos entregamos,
Um ou outro: em paixão.
É no tempo... nesse passar de segundos,
Que juntamos os nossos mundos,
Que somos um só coração
(um só destino).
O tempo passa...
Por mais que não queiramos.
A pele gasta-se e os segundos,
Acabam por desvanecer nas horas...
Que temos de saber aproveitar.
O tempo passa... e aqui...
Aqui mora a saudade do teu cheiro,
A falta do teu abraço,
O beijo que não esqueço
(lembrando-me: de nós).
O tempo passa... meu amor,
As linhas cruzam-se e as partidas...
Não são mais do que certezas,
Deste nosso sentimento
(verdadeiro!).
O tempo urge,
Corre por entre os nossos dedos,
Esboça-se nas nossas lágrimas,
Sentidas.
Vividas.
Repartidas.

O tempo... o tempo eu sei que passa,
Que se gasta nas promessas,
Que se rompe nas noites.
E eu... eu sei,
Que por mais que ele passe,
Que por mais que tudo se apague,
Continuarei a amar-te.
Em cada partida mas...
Sobretudo,
Em cada chegada.



Comentários