"Grito o teu nome..."

Grito o teu nome... o nome de quem amo,
Por quem inflamo o meu peito de sonhos,
De memórias que se cravam ao meu destino,
Que bombeiam o meu coração.
Grito por ti!

Grito o teu nome... nas ruas que falam de saudade,
Nas minhas mãos que procuram as tuas,
No meu corpo que procura o teu - em gestos de verdade.

Grito o teu nome. Grito por ti! Em mim.
 Nesta minha alma que te ama,
Que ama muito para além da morte,
Que o findar desta vida, desta minha pele sentida,
Que sente cada batimento ardente,
Cada desejo dormente,
De quem te ama, como eu te amo.

Grito o teu nome... no refúgio das palavras que escrevo,
Dos poemas que têm o teu nome,
Das minhas confissões mais silenciosas.
Amo-te, e grito o teu nome... 
Naquilo que é teu e...
Que vive em mim.
Que me alimenta.
Que me sustenta.
Que me inquieta.

Grito o teu nome... em tudo o que sou,
Em todo o vazio que um dia eu senti, e já não sinto,
Em tudo o que menti, e já não minto.
Grito por ti. Grito por quem amo.

Amo-te...

Grito o teu nome...




Comentários