"Sempre que sou teu…"

Diz que me amas…
Preciso sentir o cheiro do teu corpo,
O sabor dos beijos que me marcam a pele,
Que me fazem ser teu – sem qualquer pudor.
Diz-me, somente, que me amas,
Que irás perdurar-te nos meus braços,
Mesmo que o mundo sucumba,
À ausência de amor – àquele que tão bem conhecemos.

Diz-me que me amas…
Que pertences a este peito, a este coração que bate,
Neste sentimento que arde – que me queima em paixão.
Diz-me que ficarás,
Que estarás ao meu lado, no certo e no errado,
Perpetuando tudo o que sentimos: um pelo outro.

Diz-me que me amas…
Hoje necessito do calor da tua respiração,
No meu rosto – naquele que beijas em devoção
(Que se define nas linhas do teu sorriso: tão subtil).
Diz que me amas,
E nada mais me digas a não ser o que sentes.
Eu dir-te-ei tudo que eu sinto sempre que te beijo,
Sempre que sou teu… 
Mais do que de mim mesmo.



Comentários

  1. Palavras para quê... é um POETA Português.

    Sempre, mas sempre no seu melhor!

    Uma óptima noite.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado por tudo, são palavras como estas que incentivam o meu trabalho.

      Um abraço e seja feliz :)

      Eliminar

Enviar um comentário