"Distopia"

Nunca pensei em amar… como te amo,
Como sinto a tua presença nos sonhos que sonho,
Nas promessas que faço – de abraçar-te, eternamente.
Nunca pensei sentir assim, um amor que me invade,
Que me arde no peito, num sentimento tão perfeito
(Como aquele de ter-te - nos meus braços...).

Nunca pensei em sentir… a voracidade da paixão,
Que vocifera nas minhas veias, que me bombeia o coração
(Nas horas em que juntos somos tudo – quando somos… apenas um...).

E confesso-te… nunca acreditei na força de um sentimento,
Capaz de nos fazer querer mais, lutar mais,
Desejar como quem deseja viver e…
Viver como quem constrói uma vida, num forte respeito.

Nunca pensei em amar um amor-perfeito,
No meio da imperfeição de tudo aquilo que somos,
Dos erros que cometemos – das falhas em que vivemos.
(Tentando não falhar...)
Mas…
Amar-te é o melhor que tenho,
É a aproximação mais real à fantasia,
Ao quebrar da utopia,
Que julgava inalcançável… até te conhecer.

http://tattoomagz.com/kamil-czapiga-tattoos/kamil-czapiga-tattoo-geometric-heart-on-chest/

Comentários

  1. No fundo tu sabes tão bem criar as coisas... e mesmo que agora sejam sentimentos reais, são tão lindos quando transmitidos por ti. São tão leais as tuas palavras André, tão coerentes <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado Daniela pelas tuas palavras.

      Um beijinho :)

      Eliminar
  2. Que lindo, palavras perfeitas. O amor é doce e indiscritivel, só quem ama verdadeiramente escreve com esta dimensão.
    Noite feliz. :)
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só tenho a agradecer por todas as palavras e apoio.

      Um abraço e boa noite :)

      Eliminar

Enviar um comentário