"Amo-te imortalmente..."

Amo-te... apenas sei fazer isso: amar-te.
Sentir-te como pedaço de mim, como história sem fim,
(Aquela em que adormeço... no sonho que vivo).
Amo-te, em cada expressão do meu sorriso,
De um olhar que se perde no infinito - que te beija em segredo.

Amo-te...
Nas palavras que te escrevo, 
Nos cadernos em que rabisco o teu nome,
Em poesias que conheces tão bem - que sabes serem parte de ti.
Amo-te sem fim, sem principio e muito menos sem razão,
Amo-te de coração exposto, em turbilhão de sentidos,
Em eufemismos de vaidade - por amar quem amo de verdade.

Amo-te de forma desmedida, cravando a tua presença no meu peito,
Em sentimento refeito (renascido pela tuas chegada: ao meu corpo).
Amo-te como um louco, como um homem que se entrega ao desejo,
Ao beijo que te dou - prometendo acordar-te na manhã seguinte.

Amo-te como um pedinte, como alguém que te pede mais,
Que te dá tudo o que tem - tudo o que faz crescer.
Amo-te como o meu próprio viver...
Apenas amo-te... amo-te imortalmente...



Comentários

  1. Poema imortal neste dia especial!

    Tenha uma noite iluminada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelas suas palavras.

      Uma boa noite :)

      Eliminar
  2. Muito profundo e tão belo! Um bom dia pra vc! Bjoooooo
    www.escritoraadriana.com

    ResponderEliminar

Enviar um comentário