"O amor é tramado!"

Não ames por amar, pelo medo de ficares sozinho, pela pressa de teres tudo na tua mão. O amor quer-se calmo. Tal como o tempo que te faz crescer, o amor, carece desses segundos, desses momentos para avultar, para se revelar, para te mostrar o verdadeiro significado de tudo isto. Não apresses o amor, ele não se quer apressado, quer-se saboreado, tal como uma taça de um bom vinho, em que o sabor tem de ser sentido pela subtileza de quem o prova, de quem se deixa provar. Não esperes que, no amor, tudo seja perfeito, que a perfeição surja na ausência de erros, de tempos e contratempos, de sorrisos que nunca acabem em lágrimas. Amar é sentir e...o sentir, nunca será controlado. Deixas-te ir e acabas por viver um amor sem querer e, é nesse “sem quer”, que passas a ver que o amor é indomável, livre. Não ames quem não te quer, porque, quem não olha o teu valor jamais te poderá dar amor. Espera, eu sei que quem espera desespera, mas o esperar faz-te ter algo que se prende ao teu coração, alguém que te faça perder a razão, alguém que, simplesmente, te faz voltar a acreditar. No amor, no amor também existe o falhar, existem as palavras que surgem depois da hora, os pedidos que caem na demora e as promessas que acabam por se quebrar. O amor é de quem sabe amar, dos homens que gostam de cuidar, das mulher que sabem preservar a chama da paixão. O amor é a junção de tudo, do bom e do mau de cada pessoa, daqueles que sabem perdoar, de quem sabe pedir perdão, de quem ama sem ser pela mente, de quem se apaixona pelo coração. O amor será sempre o teu calcanhar de Aquiles, por mais que fujas, por mais que lutes, por mais que te imiscuas, ele, acaba por te encontrar, tal como uma “praga” ou uma “alergia” causada pelo aumento do pólen na Primavera. Primeiro o amor entra, depois começas a ter os sintomas e, quando dás por ti, já está! Foste apanhado! Por isso, em qualquer lado, com qualquer pessoa, em qualquer situação, não existem momentos certos nem errados, passos certos ou errados. O que existe é o vosso momento e esse, esse não pode ser arquitectado porque arquitecta-se por ele próprio e tu, tu apenas és metido em cena sem esperares.




Comentários

  1. "Não ames quem não te quer porque quem não olha o teu valor jamais te poderá amar" Sem duvida uma grande verdade. Grande textos, bonitas palavras. Tens um dom para a escrita fantástico!

    ResponderEliminar
  2. Adorei o texto, tens um talento inegável. Força! ;)

    Adorei esta parte: "O amor será sempre o teu calcanhar de Aquiles, por mais que fujas, por mais que lutes (...)".

    ResponderEliminar
  3. Concordo muito, em especial os primeiros parágrafos. Parabéns pelas suas palavras que encaixam em tantas pessoas, :)

    ResponderEliminar
  4. Que texto fantástico! Temos mesmo de dar tempo ao amor. Está lindo, como sempre :)

    ResponderEliminar
  5. já sabes a minha opinião pequeno! um beijo *

    ResponderEliminar
  6. Só um homem sensível e completo poderá escrever tais palavras... que bom saber que ainda existem homens assim! Parabéns...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo comentário.

      Tenha uma boa noite :)

      Eliminar

Enviar um comentário