"O teu Eu no Meu"

Procuro-te, em mim, em ti, em nós.
Hoje procuro-te, na neblina do olhar, na saudade do ficar, na vontade de te abraçar.
Vives em mim, mais do que queria, mais do que tudo, mais do que eu mesmo.
Vieste, ficaste e, agora, dou por mim a sonhar contigo, sem tempos, sem medos, sem receios.
Navego no teu olhar, navego no meu respirar e dispo-me de tudo,
Hoje sou eu, apenas e somente eu a procurar-te.
Procuro-te,
Nas melodias que me falam de ti, nesta luta que não tem fim, neste princípio de mim mesmo.
O sono não vem, a noite cai, eu caio em ti e tu, tu será que cairás comigo nesta dança?
Vem, não demores, o corpo pede mas, quem te chama, é este meu coração,
Este meu acto de paixão,
O teu sorriso como forma da minha expressão.
Não demores, a noite cai longe e...eu não fico aqui sem ti,
Não quero ficar aqui sem nós porque,
A melhor forma de ser eu e ser teu, nosso...
Procuro-te,
Depois de tantos rios e mares,
De tantas noites sem luares,
Que se encheram de tudo desde a tua chegada.
Procuro-te, procuro-me, procuro-nos...


Comentários

Enviar um comentário