"Cumplicidade"

Na cumplicidade desenham-se os corpos, delineiam-se os traços,
Então vêm os abraços,
E tudo fica condensado, bem na palma da mão.
Surge a segurança num acto de paixão,
Então, os dois, envolvem-se um no outro,
Naquele sentimento louco, naquela vontade de tudo.
Esquecem o resto do mundo e vão, sem medo nem hesitação,
Arriscam, envolvem-se, prendem-se e, ao mesmo tempo, vêem que são livres.
A cumplicidade cresce e deixa de ser falada,
Passa a ser observada, no olhar, no toque, no desejo.
Então surge o beijo e...os dois, passam a ser um,
Daquele um surge a chama, deitam-se na cama e acordam na manhã seguinte.
Pedem mais 5 minutos, pedem mais um tempo,
Então ficam para sempre, naquele sempre sem amanhã,
Na intensidade do momento,
Na cumplicidade deles,
Na cumplicidade que construíram, os dois, apenas os dois...



Comentários

  1. Dois que se amam chegam pelo mundo inteiro.
    Adoro-te :) <3

    ResponderEliminar
  2. Como sempre muito sentimento, está lindo como tudo aquilo que escreves e como sempre consegues fazer-me ficar impressionada e maravilhada no final, tirando as vezes que me fazes refletir...
    Um beijinho e continuação de uma boa semana!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário