Ao que sabe o amor?

Continuem a votar no Blog “Pedacinhos de mim” na distinção de blogs. Para isso entrem na imagem que está no canto superior direito deste blog e votem na poll que contêm vários blogs portugueses. Beijos e Abraços

Sabes quando começas a sentir o teu sono a perder-se no meio dos teus sonhos? Quanto o teu corpo pede, quando o teu corpo estremece? Sabes quando começas a imaginar para além de uma imagem? Quando acreditas no futuro desenhado na palma de duas pessoas? Sabes quando a tua boca sente o sabor doce de um desejo? Quando começas a pedir um pouco mais? Quando começas a ganhar mais força para viver?
Quando tudo isso acontecer, não fujas de ti, não fujas dessa estranha forma de sentir. Começas a amar mesmo sem querer mas não é sem querer que continuas a amar a cada dia mais. Sais de casa e, o amor sai contigo, acompanha-te no teu dia, nas compras, no trabalho, na secretária, na cama. Falas que o amor é uma merda mas sem ele, será que aqui estavas? Damos por nós a amar de formas diferentes, a amar pessoas, lugares, recordações. Amamos mas tão bem sabe quando somos amados, quando saímos pela rua, de mãos dadas, de olhares cruzados, criando um mundo tão único que somente conhece quem se aventura nestas coisas do amor. Falar de amor é relativamente fácil, pelo menos eu acho, falar de amor é como correr uma maratona em que cada barreira que temos de saltar é uma vitória que nos faz ver que somos bem mais do que julgamos ser. O amor é isso mesmo, uma conto de falhas ou um conto de fadas e isso depende tanto de nós mesmos, depende tanto de tão pouco que devemos arriscar. Muitos dizem não amar, ou achar o amor feio, feio pode ser muita coisa, feio podem ser as perdas, podem ser as efémeras aventuras, porque se magoa, se magoa não é amor e se for, é um amor de uma pessoa, apenas. Amem sem demoras, devorem o amor, devorem essa vitalidade que têm e que vos faz ser quem são. Porque, nesta vida, podes fugir, deturpar, esconder mas onde quer que estejas, o amor encontra-te sempre...



Comentários

  1. Amei :)

    "mas não é sem querer que continuas a amar cada dia mais. Sais de casa e o amor sai contigo (...) onde quer que estejas o amor encontra-te sempre"


    Amei mesmo :)

    how beautiful!

    ResponderEliminar
  2. ps: sabe a chocolate c uma pitada de café xD

    ResponderEliminar
  3. Simplesmente perfeito e cheio de razão, este texto :)

    ResponderEliminar
  4. R: Sim, acho mesmo que a história cresce com pequenos gestos, pequenas palavras, pequenas emoções... Fico feliz por saber que gostaste! Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Amor... é amares a vida... é amares as pessoas... é amares os lugares... é amares as recordações, que com todas as pessoas que amas crias... Amor é amar-se a si e aos outros... Amor é como a sombra está sempre connosco...
    Está lindissimo o que escreves-te como sempre. É impressionante como a tua forma de escrita é tão sentida e amorosa. O amor vive em ti! Beijinho e boa noite *

    ResponderEliminar
  6. excelente descrição do amor! parabéns

    ResponderEliminar
  7. Amanhã a votação encerrará às 12h00. Até lá, encontra-se aberta sem limite de votos, ou seja, poderá votar quantas vezes quiser nos seus blogues favoritos. Acompanhe amanhã a edição especial onde será revelado o blog vencedor. http://oburguessocial.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Enviar um comentário