O homem que cresceu em mim...

Orgulha-te de quem és, luta, vive, agarra, preserva, arrisca. Se caíres, levanta-te, mais forte, mais determinado, mais corajoso. Não vás por atalhos, caminhos distorcidos ou aventuras efémeras. Aventura-te a amar, com tudo, sem desculpas, sem constrangimentos, sem momentos. Sonha, de olhos abertos, de olhos fechados ou até mesmo quando avistas quem te faz tremer. Não te prendas, nasceste livre e é nessa liberdade que te moves. Movimenta o corpo, nunca será numa cadeira que formarás o teu destino. Não vás de imagens, vive é de sabores, daqueles que te ficam na boca e te fazem sorrir. Enfrente fantasmas, quebra muros mas não esperes ter algo sem nada fazeres. Torna-te um homem de valor, daqueles que ambicionavas ser em pequeno, será que agora já o és? Então não faças do tempo um tempo perdido, não faças da tua história um rascunho sem qualquer significado. Ama porque sim, vive porque sim, agarra porque sim, liberta-te porque sim. Não vás por conversas alheias, por vozes que, na verdade, não são a tua. Admira as pessoas verdadeiras, as mulheres que te cativam com um sorriso, aquelas simples que não se importam de ter uma nódoa na blusa, o batom borrado por um beijo ou a maquilhagem por fazer. Faz de ti o herói de uma mulher assim, daquelas que, mesmo que tu estejas todo desarrumado, olhem para ti e te digam “Estando tu com uma camisa ou uma t-shirt rasgada fazes o meu coração feliz”.  Sabe bem respirar verdade, pegares na mão, partilhares uma bebida, perderes a noção do tempo e passeares com a tua companheira de história e não desfilando com uma barbie que faz arregalar os olhos de quem, ainda, não aprendeu a sentir. E disto que eu gosto, deste desprendimento em que, o principal de tudo, é sermos felizes, ora na praia, ora numa rulote ou até mesmo num hotel com vista para a serra. O que interessa é vivermos, o agora, porque nem sabemos se o amanhã existirá. Agora não fiques na demora, no impasse, um homem gosta de conquistas mas, igualmente, um homem gosta de ser conquistado, com palavras, olhares mas, sobretudo com atitudes. Se gostas arrisca, arrisca-te a ter, a viver, a beijar ou até mesmo a abraçar. Mas nunca, nunca na vida escrevas a tua história sem ser, única e exclusivamente, pela tua vontade...



E já que estão cá está a decorrer no blog "O burguês Social" uma sondagem para dar voz aos bloggers que estão por trás das palavras. Passem lá e votem, não peço que votem no meu blog, votem em consciência e dêem um voto de confiança a quem vos dá palavras para lerem diariamente. Beijos e Abraços - Para votarem cliquem Aqui

Comentários

  1. Parece que estamos de acordo.vive tudo num só dia. Deita-te e pensa que se o amanhã não chegar,tudo o que podias e devias ter feito,aconteceu.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Adoro mesmo o que escreves. Há dias em que me dás, mesmo sem querer, mesmo muita força*

    Imagem linda! :)

    ResponderEliminar
  3. I'm looking forward for that moment to come.. (N imaginas o quanto).

    Votei em ti :)

    bj

    ResponderEliminar
  4. O teu texto não poderia vir em melhor altura. Muito bom!

    Vítor M.

    P.S. Podes contar com o meu voto!

    Our World Our Style
    Facebook Page: Our World Our Style

    ResponderEliminar
  5. Os teus textos são sempre tão maravilhosos e encantadores, parabéns!
    beijinhos e continuação de uma boa semana :)

    ResponderEliminar
  6. Este texto está incrível! Vou ter que partilhar!

    ResponderEliminar
  7. r: muito obrigado pelas tuas palavras!

    ResponderEliminar
  8. É sempre bom voltar a passar por aqui, adoro os teus textos, parabéns :)

    ResponderEliminar
  9. Adoro os teus textos e acho-os fantásticos. De tal forma que me custa comentar porque todas as minhas palavras nunca chegarão próximo do toque das tuas.
    Resta-te saber que passo por aqui sempre embora não deixe a pegada.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Obrigado por retribuíres o comentário, mas um maior obrigado pelas palavras!

    Fico à espera de mais textos tão bons como estes! :)

    Vítor M.

    ResponderEliminar
  11. A vida é arricar-se a cada minuto que se vive, é arricar-se pela felicidade. A vida é demasiada curta para se esperar que aconteça, para aguardar um deifeixo... a vida é uma peça de teatro, em que nós somos personagens da nossa propria história criada... É viver o presente, é lutar todos os dias, pela felicidade, por sermos felizes. Podemos até ter tudo, mas se não temos felicidade, o que nos vale a vida!? Nada! As pessoas mais belas, são aquelas que possuem um coração bonito e não uma casa bonita, um bom carro, boas roupas. O belo de uma pessoa esta no interior, no coração. Adorei o teu texto, adoro passar por aqui, como já te tinha dito, escreves muito bem, tens um poder enorme em sentir as palavras, que poucas pessoas o sabem e conseguem fazer. Beijinho *

    ResponderEliminar
  12. Lindo o texto, adorei, que belas palavras, intensas, perfeitas!
    Sigo o teu blog!

    http://mundodeariel.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  13. Exato, é com esta rubrica que pretendo divulgar um pouco os bons blogs da blogosfera!!
    Abraço!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário