Um pouco de vida...

Desde já peço desculpa pela ausência, amanhã irei tentar conseguir responder às vossas palavras. Mais uma vez desculpem mas o tempo tem sido pouco para tanto que há para fazer. Sejam felizes :)

Ouvia-se as batidas daquele coração, em passos apressados ele preparava-se para mais uma corrida. O fim de tarde tinha chegado, tirando a roupa do trabalho, vestiu os calções, uma t-shirt e calçou os ténis. Chegou ao carro, ligo-o e automaticamente, no rádio, passou a música que ele tanto associava ao sorriso dela. Sorrindo, saiu e foi em direcção ao lugar em que o seu esforço se misturava com as ondas do mar que, hoje, estavam agitadas. Durante todo aquele tempo, durante todo aquele fim de dia, ele pensou, sorriu, lembrou e admirou como o amor tinha invadido o seu peito. Hoje, ele, sentia-se vivo, vivo na realização de um querer, no sentimento de saber sentir. 
Depois de tudo, sentou-se, contemplou um pôr-do-sol único mas faltava ali ela, apenas ela e não um alguém que substituísse toda aquela falta. Há lutas que devem ser travadas, diariamente, sonhos que devem ser percorridos, projectos que devem ser traçados. Aquele homem hoje foi um pouco mais dele mesmo, hoje aquele homem viu que, por mais que o tempo passe, há coisas que não se apagam, as grandes paixões ficam tatuadas em eternos amores, os grandes amores em presentes desejos e os desejos formam vida que faz avançar. Assim foi um dia tão igual a todos outros mas, ao mesmo tempo, tão diferente em emoções...


As palavras são mais que isso, são confissões, são sinais, são vida, são histórias narradas de quem ama sem virgulas...


Comentários

  1. Concordo mesmo! Deve ser uma luta diária. E vale a pena, amar, um pouqinho mais, todos os dias..

    ResponderEliminar
  2. Obrigada pelo comentário.

    Eu diria que amar não é estar preso. É escolher estar cativo :) (de uma só pessoa claro xp)

    ResponderEliminar
  3. Só uma grande pessoa. Enorme. Com uma beleza interior indescritível. It's a soul thing :)

    bjinho

    ResponderEliminar
  4. Eu, descrita neste texto, sem ondas mas com o mesmo sentimento. O tempo pode levar muita coisa mas sentimentos verdadeiros irão sempre perdurar por muito que digamos ter esquecido.

    um beijinho

    ResponderEliminar
  5. Grandes verdades sem dúvida! E só quem ama assim, sabe o que é viver um grande amor...

    Abraço grande :3

    ResponderEliminar

Enviar um comentário