Nada...

Escolha tua,
Minha,
Nossa.
Pano que nos cobre o corpo, que tira o negrume da alma de quem almeja viver.
Vida tua,
Nossa,
Apenas minha.
Fragmentos desfragmentados de folhas, folhas escritas, palavras não ditas.
Sonho Nosso,
Meu,
Teu.
Amor em forma de eufemismo, de minimalismo de emoções, de copos cheios de nada.
Escolha Tua,
Minha,
Ou então nossa.
Silêncios que falam, respostas que se adquirem no silêncio e uma paixão que, em vez de morrer, cresce com todo o seu esplendor.
Verdade Minha,
Tua,
Ou então nossa.

É o momento vivo, a certeza do caminho, é a vida mostrando o destino, destino das nossas emoções, porto de abrigo de dois corações..


.

Comentários

  1. É tão bom quando encontramos o nosso porto de abrigo :')

    ResponderEliminar
  2. É um completo vicio, vir aqui ao teu cantinho. As tuas palavras saem suavemente, construindo lindas frases. És fluindo em tudo o que escreves. O amor à escrita vê se em tudo o que escreves. Gostei muito de ler mais uma vez. Boa noite

    ResponderEliminar
  3. Gostei bastante. Tão profundo. Tão genuíno. Tão tu! ^^
    Forte abraço :3

    ResponderEliminar

Enviar um comentário