Simplesmente...


Agarra-me num beijo, sente-me no desejo, agarra-me, prende-me a ti.
Não me deixes fugir, pegar nas malas e, quem sabe, partir, cativa-me com o olhar, respira no meu respirar.
Conforta o peito que sabe sentir, forma no amor a estrada que nos faz seguir, faz-me acreditar, eu, eu farei-te sorrir.
Não me compares, eu nunca te compararei, não sintas medo, porque o medo é barreira e eu quero mostrar-te o mar.
Fica em mim, hoje, amanhã, quem sabe sempre, não penses que as horas terminam, porque a eternidade surge na vida de quem sabe amar.
Tatua-me, o coração, não com cicatrizes profundas mas com escrita, com melodias em que as letras revestem o meu peito das cores que mais gostares.
Faz-me ser um homem de valor, faz-me amar-te pelo que és, pelo que sempre foste e pelo que ninguém vê.
Faz-me acreditar, eu faço-te ver que a vida é o espelho da nossa força, dos sonhos em que entras, das noites mal dormidas em que na minha mente vagueias.
Conta-me em segredos o que te vai na alma, olha-me nos olhos, eu perco-me em olhares, em perco-me em sorrisos.
Não me digas o caminho, eu também não o direi, quando somos dois, a vida, as marés, ensinam a remar para o mesmo lado e, o destino, é secundário comparado com um percurso inteiro que temos de fazer.
Faz-me querer-te ainda mais, desejar-te ainda mais, faz-me amar-te ainda mais, porque o que te amo é tão pouco mesmo sendo tanto.
Convida-me para entrar no teu peito, para habitar o teu coração, não peço permissão, eu entro, apenas entro e beijo os teus lábios numa mistura de sentimentos.
Não me faças esperar, não te faças esperar a ti mesma, envolver-nos-emos, então, nesta dança, nesta parafernália de passos descompassados, de corações acelerados, de sentimentos sem significados encontrados...



Comentários

  1. saudades dessa tua maneira de escrever, dessa tua maneira de sentir
    beijinhos e boa semana (:

    ResponderEliminar

Enviar um comentário