Intenso desejo...


Não te desejo,
Não te desejo pelo rosto que possuis, não te desejo pela roupa que cobre o teu corpo,
Nunca te desejei, nunca te quis, nunca te vi, nunca te ouvi.
Não te desejo e não te quero, não te quero ou então minto a mim mesmo.
Em mim não és, nem nunca serás melodia, és, sim, uma orquestra que ecoa no meu peito, que em mim fomenta vontade.
Não te quero pelo que os outros vêem, quero-te pelo que sentes, entendes?
Não te desejo por seres o que foste mas por aquilo que és e que ninguém vê.
Quero-te e não te desejo, porque se te desejasse não te amava, apenas tudo era desejo,
Não te desejo porque o que eu quero é ter-te nos meus braços, não desejo, eu apenas espero.
Não te quero simplesmente como tantos outros, não te quero despida, quero-te coberta desses sonhos que tens, dessa vontade que te define,
Quero-te, quero-te com toda a força que emana deste meu peito de janelas abertas e porta fechada.
Quero-te pelo que és mas não te quero por metade, porque a metade que não tivesse em mim, estaria a ser mal cuidada.
Não te desejo como todos aqueles olhares impróprios que a tua alma sujam,
Não te desejo, apenas te quero e esse meu querer tem a força de uma vida inteira...




Comentários

  1. Adoro essa imagem. Bom texto, como sempre :) Palavras de amor que te preenchem.

    ResponderEliminar
  2. Fascina-me como te superas de dia pra dia. Este é , para mim, actualmente, o texto mais lindo que escreveste até hoje. Tão puro! <3
    Engraçado o contraste c o de ontem..
    Amei. Não há palavras. Escorreram-me as lágrimas face abaixo.. Porque o senti.. Bem é difícil explicar como ou porque*
    Parabéns :)

    ResponderEliminar
  3. Bonitas palavras! Adorei o texto e a foto, retirada de uma cena do filme "Orgulho e Preconceito", um romance formidável de Jane Austen.
    Primas sempre pelo bom gosto. :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Olá Boa Noite,

    Posso ser chato? A primeira parte não quererás dizer corpor em vez de copo? Desculpa ....

    Bem, novamente estás de prbns desta vez achei muito interessante a abordagem do desejo e amar, a forma como abordas te o querer, desejar e amar, como aspectos singulares e contratidorios foi muito interssante! sempre a desmisitificar palavras e sentimentos. E sempre com o amor como background!

    P.s.: A tua dica já está a ser realizada, heheh

    Forte Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tiago,

      Obrigado mesmo,normalmente antes de meter algo leio e re-leio tudo mas desta vez passou este erro. Agradeço por estares atento e era "corpo" em vez de "copo" sim.

      Abraço :)

      Eliminar
  5. P.s.: Gostei da Musica, um bom cantor e interprete sem duvida, ainda bem que ganhou o X factor se bem que o meu apoio ia para a Ella :P

    ResponderEliminar
  6. O desejo faz com que nos foquemos apenas numa direcção perdendo muitas outras, por isso não devemos desejar devemos querer, querer com toda a força. Fantástico, que o universo conspire a teu favor ;)

    ResponderEliminar
  7. Amanhã prometo passar por cá e responder a todos os vossos comentários. A falta de tempo é enorme mas tudo tem um motivo e hoje, espero, conseguir equilibrar tudo.

    Beijos e Abraços

    Sejam felizes :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário