Palavras meio ditas, meio sentidas...


As palavras largam-se ao vento,
Ao vento que cria momentos,
Momentos que residem em nós,
Nós que se tornam difíceis de desatar,
Desatar na verdade de um olhar,
Olhar que perdura na expressão de uma vida,
Uma vida meio sentida, meio vivida,
Vivida a promessa de querer sonhar,
Sonhar que me faz homem,
Homem que procura a verdade de um querer,
Querer condensado no silencio da voz,
Voz que não diz mas que almeja tocar,
Tocar de um novo rumo, de um destino diferente,
Diferente forma de sentir, mas é nisso, nisso mesmo,
Mesmo sem nada saberem sei demais de mim mesmo...


Calem-me a voz, silenciem-me o sentimento, prendam-me a vontade, a liberdade faz-me mal, a liberdade faz-me ver que o mundo não é igual ao que mostra o meu sentir. Se não amar, que me tirem a vida, se não existir amor, então deixe-me dar apenas mais um suspiro...

Fica a pausa para uma próxima vez...


Comentários

  1. Muito bonito :)

    E obrigada por passares no meu e comentares ;)

    Beijinho

    http://momentos-e-desabafos.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Wow! Que profundidade! Adorei! Uma vida sem amor realmente é menos de Nada...
    Obrigado eu também, adoro vir cá e ler textos tão bonitos, tão ricos em sentimentos, em vida, em amor..

    Abraço :3

    ResponderEliminar
  3. o poema está adorável, amei!
    r: muito obrigado, mas bom, bom mesmo é ler comentário como os teus, animam logo qualquer alma.

    ResponderEliminar
  4. Obrigada pelo comentário. Adorei mesmo o blogue. Já estou a seguir..:)
    Queria ter mais força ou lembrar-me sempre de que a tenho.
    De qualquer forma, a vontade que tanto tentei calar.. o amor que sinto e tanto tentei negar.. eu não posso fugir disto, Eu NÃO QUERO nem vou fugir mais disto. Só quero vivê-lo.
    Por isso só me resta dar tudo por tudo, lutar com todas as minhas forças.
    Eu sei que tenho de ser eu a fazê-lo mas é que ás vezes dar o primeiro passo é tão difícil.. Por isso vou sonhar muito, encher-me de força e coragem que a luta está perto E sim, tudo quanto espero fazer.. fá-lo-ei, invariavelmente, com amor. Sempre com muito amor.
    bjinho e boa noite*

    ResponderEliminar
  5. Olá amigo! :)
    Se dizes que tens estado ausente, que poderei eu dizer!?! Ainda mais ausente tenho andado...
    Como te deves ter apercebido ando ainda a tentar adaptar-me a uma fase de mudança (profissional) e das coisas boas que me parece trazer esta mudança é mesmo a possibilidade de ficar mais próximo da blogoesfera...
    (mas isso é um aparte!)

    Sobre o teu poema, não me consegue ocorrer nada para aqui deixar como contributo e acompanhar a tua linha de pensamento.
    Apenas sou capaz de exprimir o que sinto, ao lê-lo...
    Sinto, que ao ler sonho, deixo-me levar pelas palavras; deixo-me invadir por uma suave e maravilhosa onda, proveniente de um "mar mágico", que me faz acreditar que devemos seguir os nossos sonhos, mesmo que eles sejam (relativamente) utópicos.
    Temos que acreditar! Pois caso contrário, tudo deixaria de fazer sentido!

    Espero voltar a seguir-te de forma mais frequente.

    Um grande abraço! :)

    ResponderEliminar
  6. Respostas
    1. Olá Boa noite,

      Muito obrigado pelo comentário, se tiveres um blog coloca aqui o link, terei todo o prazer em lá passar.

      Um Beijo :)

      Eliminar

Enviar um comentário