Frenesim de palavras...


Valsas de palavras vivas em corações ardentes. Sentimentos entrelaçados nas utopias alcançáveis de quem lutou. São fragmentos de histórias reais, banais, vivas entre a quebra de muros e o afastar de espectros. Vermelhos amores, desejosos beijos de quem entrega a sua vida a uma mistura de sentimentos. Por entre gritos mudos e olhares perceptíveis residem as vontades caladas, aqueles desejos escondidos, perdidos de si, encontrados num outro alguém. São difusos caminhos, caminhados sozinhos, descobertas inerentes, vontades presentes. Não há caminhos assim, não há histórias vivas sem vontades próprias, não há agarrar se as mãos tremem na incerteza do que se quer. Aqui, agora, fala-se por entre as linhas escritas, por entre estações e apeadeiros, aqueles onde se pára, aqueles onde se parte. Efémeros viveres de pessoas que depositam nada naquilo que querem, pessoas que caminham esquecendo que a felicidade não se faz de grandes momentos, mas de pequenos pormenores que alteram uma dimensão, que nos fazem alterar também. Aqui fala um homem que segue, que vê no passado história, na história ensinamento. Presente tão vivo, futuro tão na minha mão, são horas e horas a falar de amor, são séculos a querer viver apenas com o coração...


Um amor vive de coisas simples, vive de pessoas simples, de verdades simples, de momentos simples. O que se pede não são grandes coisas, apenas um real e verdadeiro amor...




Comentários

  1. Adoro a música :D
    Quanto ao teu maravilhoso texto é uma panóplia de frases com sentido, com palavras ricas em significado e vivência desse tal Homem que fala e sente.
    Que a tua história tenha sempre virgulas onde o próximo "periodo" seja mais feliz que o anterior. Que nunca te falte a amor e o sonho porque em tudo, é disso que és feito..

    Um beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Agradeço-te imenso pelas tuas palavras.
    acho que fazem milagres :)
    a minha história passou-se há 5 anos, mas penso já estar "curada", apesar de haver dias de amargura, medo, desespero e de mágoa. mas olha, encontro força ao ler todos os dias os teus post's. são bastante "exemplares" e transmitem imensa força.
    nunca vi nenhuma pessoa do sexo masculino escrever tão bem como tem. transmites sentimentos que acho que nunca os tive.
    nunca deixes de o fazer.
    beijoca *

    ResponderEliminar
  3. Lindíssimo *.*

    Participa no meu passatempo, conto contigo :)
    http://suspiros-de-um-amanhecer.blogspot.pt/2013/01/1-passatempo-arvoresarbustos.html

    ResponderEliminar
  4. Primeiro, venero a musica. E, depois do que publiquei ontem e do meu dia de ontem, este texto não podia ser mais apropriado. Vive com o coração, vive que é maravilhoso. :)

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  5. como eu já nao tenho palavras para descrever o que escreves por isso só tenho uma amei ! um beijo

    ResponderEliminar
  6. Toda vez que tenho um tempinho corro aqui para dar uma espiadinha... Adoro seus textos!!! Beijo

    ResponderEliminar

Enviar um comentário