O falar de amor...


Era na cumplicidade de um olhar, o mundo formava-se naquela simples cumplicidade que transparecia por entre os silêncios. Amores de verdade não são explicados e muito menos escritos, amores são para ser vividos, repartidos, sentidos, apenas isso, somente isso. Os destinos cruzam-se, as pessoas tocam-se mas o amor, aquele de verdade, raramente se encontra na simplicidade de um beijo, na ternura de um abraço, num querer verdadeiro, duradouro, daqueles para uma vida. Em nada o amor, que eu conheço, é associado à superficialidade, aquela efemeridade de uma partida rápida ou de um “amo-te” que desconhece a pessoa, que apenas conhece o seu exterior. Para mim, para mim o amor é diferente, é algo que cresce, que amadurece e que complementa duas pessoas, duas pessoas que dão de si, que recebem o que sempre sonharam, o que tanto idealizaram. O amor é para isso que serve, para as pessoas serem felizes e tantas vezes esse propósito é esquecido, amar por amar não é amor, amar para não estar só não é amor, amar para ser como todos os outros não é amor. Amor é mais, é um mais que nem todos conhecem, que nem todos transparecem, que nem todos o sentem, um amor aparece sem momentos forçados, sem actos encenados, sem guiões decorados. O amor, o amor é um poema escrito, uma prosa sentida, uma lágrima vertida, um sorriso descontrolado, o amor, aquele que é o meu amor, vive independentemente das horas, não é esquecido, não é proibido, porque o amor, o amor não vive de proibições ou de fugas que acabam por mostrar que o melhor é viver-se uma história. Hoje, nos dias em que vivemos, tantos falam de amor, mas nem metade sabe o que é sentir ele verdadeiramente...




O amor nasceu para ser vivido, repartido, lutado, sonhado, sentido. Se assim não for, terá outro nome, outro significado, outro forma mas nunca se poderá chamar amor...



Comentários

  1. Hoje já quase ninguém sabe o verdadeiro significado do amor...
    Que texto lindo.

    ResponderEliminar
  2. E o amor está implicito nos teus textos, nas tuas palavras, na tua maneira de ser, de agir...
    É bom encontrar pessoas tão "iguais" a nós mesmo, com a mesma ousadia de sentir e uma igual observação acerca do que é amar!
    Amar passa simplesmente pelo fato de querer sentir aquele abraço, aquela mão, aquela ternura, aquele beijo, aquele corpo, aquela alma, aquele interior...

    Um beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Tu és perfeito em tudo o que dizes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito Obrigado pelo comentário.
      Continuo a contar com a tua presença por este meu "mundo"

      Um Beijo :)

      Eliminar
  4. Mas que lindo, estes teus comentários sabem-me a mel, digo-te. Sabem bem e confortam-me. Dão-me vontade de lutar mais e quando e se alguma vez pensar em desistir lembrar-me-ei de isto, das tuas palavras. Obrigada por isto, obrigada pelo apoio!

    ResponderEliminar
  5. É bom saber que ainda há pessoas que compreendem o verdadeiro sentido de amar. Na sociedade de hoje a frase de eleição é "viver como se não houvesse amanhã", mas toda a gente a interpreta de maneira errada.
    Amar faz parte de viver, do próprio ser humano, só que a humanidade de toda a gente está a desaparecer.
    Há que perceber que o prazer momentâneo não faz parte do "viver", porque ninguém é feliz com o que é efémero.

    Gostei bastante, e também vou passar bastantes vezes por aqui. (: *

    ResponderEliminar
  6. Fico apaixonada pelos teus textos...
    Boas escritas que depositam o amor como ele é e como deve ser especial para todos nós.
    Beijinho*

    ResponderEliminar

Enviar um comentário