Não há como fugir...


Hoje tira um tempo e lê-me, hoje tira uns minutos e perde-te nas palavras, encontra-te em ti. Hoje, apenas hoje, lê entendendo, lê sentindo...

Por que esperas? Porquê te paras? Porquê prendes os teus passos? Porquê não sorris a todas as horas? Porquê não dizes o que sentes? Porquê desistes tantas vezes do que acreditas? Porquê não vives o agora? Porquê não dás o primeiro passo? Porquê não vives o que queres? Porquê não falas o que sonhas? Porquê não partilhas o que desejas viver? Porquê não vives uma história à tua medida? Porquê não vives o que te faz feliz? Porquê não agarras com força? Porquê calas querendo falar? Porquê foges querendo ficar? Porquê não és feliz? A vida dá-nos tanto, a vida mostra-nos os caminhos, cruza-nos os destinos e nós, nós preferimos construir a infelicidade que depois tanto nos queixamos. Amarramo-nos ao perder, ao não arriscar, preferimos calar do que viver, preferimos sair do que ficar. Vivemos os nossos medos, vivemos os medos que nos fazem regredir em vez de avançar e, do que isso serve? Do que serve este medo que depois nos impede de sermos felizes? Nada adianta ficarmos parados, estagnados numa história que deve avançar, que deve ser construída a todas as horas, a todos os momentos. Deveremos fomentar o que queremos e jamais desistir de tudo, jamais calar a voz que parece sair de forma tão natural do coração. Porquê ficar a meio? Porquê desistir antes de tentar? Porquê acobardar-nos a um passado? Porquê vivermos um medo de algo que passou? Porquê viver-se na recordação? Podemos viver tudo, nada nos impede, por isso não te impeças, não cries barreiras que te escondam o olhar, não cries silêncios que te sufoquem as palavras, não cries oceanos que separem dois corpos, não cries prisões que te barrem o viver, não cries muros que te firam o coração, não cries motivos para o teu sorriso não sair, para os teus sonhos não se realizarem...



Nunca cries o silêncio, nunca cales a palavra, nunca finjas não sentir. Não dês instabilidade, dá a segurança, porque todos procuramos a segurança para arriscar, porque todos os que querem de verdade procuram uma história e não uma aventura de pegar e largar. O primeiro passo é dado de tantas formas, de tantas maneiras, nunca deixes para amanhã o que podes viver hoje, porque amanhã tudo poderá ser diferente, tudo pode mudar...




Comentários

  1. fico feliz por saber isso. dou valor ao amor que tenho e ao tempo que já dura! muito obrigada, adorei a música :)

    ResponderEliminar
  2. pois eu sinto me bem , mas na verdade não sei bem do que escrever. obrigada e beijinho .

    ResponderEliminar
  3. É mesmo bom, já não me sentia tão bem há algum tempo. Muito obrigado *-*

    ResponderEliminar
  4. Não tens mesmo que agradecer e, eu voltarei a escrever. A inspiração foge-me.

    Está sublime e muitas vezes são as vezes em que repetimos isto para nós mesmos e para os outros -nossos próximos.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Sem dúvida as melhores palavras que li desde à muito muito tempo! Uma lufada de ar fresco. Ler-te, este texto em especial, foi mágico, foi como se tivesses pegado em mim e no que não sei explicar, e tivesses escrito, apenas... Não sei descrever em palavras o quão lindo é este texto e o tamanho significado que teve para mim! Sinto-me lisonjeada por poder ler-te, é uma honra. Escreves maravilhosamente bem. Nunca deixes este teu cantinho, nunca! Beijinhos*

    ResponderEliminar
  6. está muito bom o texto. Conseguiste captar tudo aquilo que sinto. Parabéns! agora só tem de aplicar os concelhos que dás, na prática, na vida :), continua assim :) bijinho

    ResponderEliminar
  7. Um texto muito bom, devíamos todos seguir essas palavras. Enfrentar os medos e tentar ser feliz, mesmo que os obstáculos surjam, sejamos fortes e lutemos por aquilo que acreditamos. Seriamos mais felizes se deitássemos o orgulho e o medo de lado e seguíssemos os nossos sonhos e desejos. E o amor move-nos e faz de nós pessoas melhores :)

    ResponderEliminar
  8. oh, não há problema nenhum, também não tenho tido tempo nenhum para publicar e isso deixa-me descontente, não quero deixar isto para trás :) Beijinho *

    ResponderEliminar
  9. Tantos porquês para os quais muitas vezes não encontramos resposta. Deveríamos questionar-nos dessa maneira mais vezes. Gostei muito :)

    ResponderEliminar
  10. Olá Olá,

    Mil perdões pela minha ausência, mas na verdade mal tenho tempo para pensar e fotografar o meu projecto e vir à casa dos outros tem se tornado impossivel, mas vou tentar compensar claro ;)

    Porque venho sempre aqui com todo o gosto e prazer.

    Mais uma vez deixas-te me encantado e com vontade de seguir as tuas palavras e tornar o meu mundo e dos que me rodeiam um pouco melhor, com os nossos gestos e verdadeiros sentimentos, incrivel a forma como expoes os sentimentos. Isto é fazer arte com as palavras, na verdade é a essencia de um escrito, um interprete e amante da vida.

    De facto é curioso o tema "nao ha como fugir" na verdade ai ás tempos li qlq coisa onde faziam uma referencia de que para nos encontramos temos de fugir, o que me parece interessante. De facto por vezes quando fugimos das coisas é quando acabamos por nos encontrar a nós ou até mesmo o sentido para outras coisas.

    Curiosamente nao conhecia a musica que escolhes-te para hoje, mas tenho a dizer que gostei

    Forte Abraço,

    Amanha cá estarei, não levo mal faltas por enquanto, hahahaha!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário