Não te fiques pela vontade...


Nunca haverá futuro se um dia preferires viver no passado,
Nunca haverá história se preferires viver na individualidade do sentimento,
Nunca haverá sonho se te prenderes a um esquecer que não esquece,
Nunca haverá o toque se das palavras fugires,
Nunca haverá um entender se preferires ignorar o que o coração te dizer.
Haverá futuro quando deixares alguém te amar, quando amares alguém,
Haverá história quando lutares por o que queres, por o que acreditas,
Haverá sonho quando dares de ti, quando avanças com o sentimento presente em ti,
Haverá o toque quando te entregares, quando viveres o que é teu,
Haverá o entender quando deixares o coração falar, quando o olhar te revelar o caminho...


Vive-se num tempo de sinais, num tempo de lutas, em que o sentimento parece tão esquecido, em que as pessoas não param para ver, não param para sentir, não param para amar. Encontrar alguém que sinta é tão raro, alguém que se mova pelo sentimento e não pela oportunidade de ganhar mais, de subir mais, de querer sempre mais. Temos de saber viver o que é nosso, saber esperar por o que é nosso. Dar o primeiro passo será sempre o mais acertado, mas dar o primeiro passo quando? Dar o primeiro passo porquê? Por vezes essas questões ficam, falo por mim, por vezes temos de sentir segurança, temos de sentir o chão firme porque arriscar sim, mas cair? Cair não se quer, não se quer voltar a viver tudo o que já se viveu, não se quer voltar a sentir tudo o que já se sentiu. Há sinais que fazem parte da vida, há sinais por todos os lados, só temos de saber os interpretar, só temos de os saber comtemplar na nossa vida. Sem luta nada se faz, sem palavras nada se diz, sem gestos nada se comprava, em nada se acredita...




Comentários

  1. Está maravilhoso! Adoro mesmo muito este teu cantinho, nunca me arrependo de passar por aqui... (:
    Um beijo *

    ResponderEliminar
  2. Obrigada por todos os miminhos que me deixas no blog, só respondo agora por falta de tempo. Gosto muito de passar aqui tb!
    A maioria das melhores vai sempre pensar mais, nó somos assim, infelizmente!
    beijinhos**
    com todo o meu coração , bé

    ResponderEliminar
  3. Faço destas maravilhosas palavras, minhas também André! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. É um grande elogio vindo de alguém que escreve como só tu sabes. Um grande obrigado :)
    É muito bom ler-te. Só tenho pena de nem sempre poder vir ver o que escreves. Mas sempre que posso venho.

    ResponderEliminar
  5. Olá olá, bem vejo que andas-te a fazer umas mudanças na tua casa e posso dizer que gosto muito, está bem iluminado e cativante. Adoro o sinal de infinito, espero que este sinal simbolize o teu dom para escrita que seja algo infinito e que imortalizes as tuas obras nos corações dos que amas e dos que te seguem.

    Bem, posso dizer que como sempre és muito original na forma como nos mostras o que escreves, para além de escritos és um bom conversador e comunicante, se é que a palavra existe xD

    Gostei muito, mas mesmo muito do teu inicio de texto, até parece o prefácio de um livro, ou uma espécie de introdução ao tema quem sabe do que pode ser um livro, gostei mesmo.

    Tenho de admitir que a escrita não é o meu forte, aliás podes ver isso pela minha maneira trapalhona de escrever, lol, mas gosto imenso de ler o que escreves, incrivel que quando algo é bem feito dá-nos logo vontade de continuar a seguir e a querer saber mais.

    Não sei quais os teus planos para o futuro, mas acho que um livro seria mais que justo, para este teu talento. Se um dia o fizeres informa-me tenho todo o gosto em ter um exemplar, mas quero assinado :P

    Forte Abraço

    ResponderEliminar
  6. Adorei este teu texto, simplesmente brilhante! Vou seguir este teu cantinho repleto de belas palavras :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  7. Pedacinhos de mim,
    Seu texto é sublime. Na realidade a vida é um enorme palco de emoções e, privar dela a maior das comoções. E, é nesse palco que nomeio de vida que entendo que poderemos ser protagonistas ou meros espectadores.

    Confesso que prefiro ser protagonista. Amar e, ser amada. Respeitar e, ser respeitada. Observar no reverso de olhar. Ouvir, calar e, falar. Cair e, levantar.

    A minha vida é o reflexo da mulher que sou. O passado recordo-o. O presente vivo com audácia mesmo que se traje agreste e, sombrio. E, o futuro?! O futuro assemelho a um delicado cristal que o tempo carinhosamente o transforma num diamante lapidado e, docemente desejado pela forma como penso e, ajo.

    Um inicio de noite sereno para si.
    Ana

    ResponderEliminar

Enviar um comentário