Haja o que houver...

Haja o que houver, nunca se perde o mais verdadeiro, nunca se esquece o mais marcante. Haja o que houver, o tempo pode passar mas a história continua a desenhar-se independentemente de vontades. Haja o que houver, o sonho permanece ancorado no coração de quem ama, na vontade de quem luta. Haja o que houver, por maiores que sejam os erros há sempre um voltar atrás, há sempre uma nova oportunidade. Haja o que houver, podem passar mil anos, que nada se apaga, que nada se esquece. Haja o que houver, há sempre um sentimento que une pessoas, que faz acreditar, que dá força para avançar. Haja o que houver, há sempre uma força que vem de dentro de nós, que nos faz acreditar num dia melhor amanhã. Haja o que houver, a vida muda, as prioridades invertem-se e o que deve ser agarrado, deveremos o fazer com toda a força. Haja o que houver, há sempre pessoas, há sempre sentimento, por maiores que tenham sido as distâncias, há correntes que não se partem, há “nós” que não se deslaçam. Haja o que houver, eu estou aqui, as minhas palavras vivem naqueles que nelas se perdem, que nelas se encontrem. Haja o que houver, vou sempre ser fiel a mim, acreditando nas minhas verdades, amando as minhas pessoas. Haja o que houver, ainda guardo a recordação de tudo, ainda alimento o que parece cortado, mas jamais esquecido. Haja o que houver, em mim o amor não morre, porque se ele morrer, morrerei com ele...




Comentários

  1. Haja o que houver, não é preciso dizer mais, muito bom! Abraço!

    ResponderEliminar
  2. Lembrei-me logo disto :)

    http://youtu.be/65JXzQqhR40

    ResponderEliminar
  3. Muitíssimo obrigada!
    Texto lindo, acompanhado de uma música perfeita <3

    ResponderEliminar
  4. muito obrigada pelas palavras<3

    beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Posso-te contar um segredo? Eu mesma poderia escrever este texto, sabes bem para quem. Está mesmo no ponto para mim. Consegui realmente rever-me aqui e é bom demais lermos algo que podia ser nosso.
    Nunca é demais vir aqui e eu é que agradeço pelo blogue que tens, nunca desistas!

    Em relação ao meu post. É um assunto muito pouco controverso, maioritariamente das pessoas pensa igual. Traição pode mesmo dar cabe de nós. E realmente às vezes perdoamos e não abrimos os olhos e um dia mais tarde, pufff volta a acontecer. :$

    André obrigada pelas palavras, sempre, e pelo teu testemunho!

    ResponderEliminar
  6. Haja o que houver, vou sempre vir aqui. Nem que não escrevas, vou ler os mesmos textos vezes sem conta. É de valorizar blogues como este!
    Tu aprofundas os sentimentos, sensações.. o que idealizas, de uma maneira que me rasga completamente as palavras e me deixa sem o que dizer :)
    É um gosto aqui vir, não agradeças :)
    Faz-me um favor, sê feliz! Muito feliz!

    ResponderEliminar
  7. O verdadeiro amor é eterno! Adoro a forma como transmites o que sentes. É um prazer seguir-(te) este blog!
    Bejinho e continuação de boa escrita*

    ResponderEliminar
  8. Haja o que houver, o amor sempre trata um sorriso a superfície, um sorriso forte e perfeito!
    Esta maravilhoso, faz-me procurar o mais intimo dos meus sentimentos, gostei muito!
    Beijinhos, de quem te espera, sempre,
    Pensando com Arte.

    ResponderEliminar
  9. Amoo André ! esta mesmo magico *.* e sempre um prazer ler os teus postes .
    Tu fazes-me sempre pensar com as tuas palavras e por veses arranjo mesmo soluções com os teus textos obrigada por escreveres assim continua um beijo

    ResponderEliminar
  10. Olá olá, bem adorei este post, novamente me repito, mas acho que este texto fabuloso e que devia mesmo fazer parte de um folheto, livro, blog algo de auto-ajuda. Porque a mensagem que nos deixas é como que um incentivo porque haja o que houver temos sempre a capacidade de nos reinventar, de nos superar e de nos reiniciar de modo a atingir novamente a felicidade. É verdade, haja o que houver o amor nunca nos abandona, acaba sempre por voltar a nós e mesmo que nos isolemos do mundo, na volta o mundo acaba por nos despertar de novo para o Jogo.

    Muito bom, gostei. A sério, acredita quando digo que gosto muito de vir cá, adoro ler os teus textos, porque dão me inspiração para o meu porjecto e não só acima de tudo faz-me despertar o gosto pela leitura. Um dia se lançares um livro, por favor diz me! Acho que devias faze-lo, ia ser a delicia de muitas pessoa, Força nisso.

    Desta vez até foi dificil escolher a passagem favorita, mas fico-me por esta: "Haja o que houver, o tempo pode passar mas a história continua a desenhar-se independentemente vontades." Aqui mostras a tal capacidade de nos reinventar.

    Forte Abraço =)

    Haja o que Houver não deixes de escrever, que nao deixo de vir cá :P

    ResponderEliminar
  11. Exactamente, e acho que apetece mais sorrisos no rosto pelo facto de não ter de me cruzar com 'a minha dor', com a pessoa que me magoa, isso afasta-me da dor e ajuda-me a esquecer por momentos (: Beijinhos*

    ResponderEliminar

Enviar um comentário