Recortes de papel...

As questões permanecem, esta vontade permanece de te agarrar, de te amar como no primeiro dia em que os nossos olhares se cruzaram, como naquele momento em que a vida começou a ter mais sentido, mais significado. Despertaste em mim vida, uma vida que dá primazia à felicidade, a um correr constante em que entram sonhos, aprendizagens e um sentimento tão forte capaz de alterar pessoas, capaz de moldar uma história. Recortes permanecem nas paredes deste meu quarto, imagens tapadas mas jamais esquecidas. Fica a saudade, a saudade de um olhar, de um sentir, de um viver que parece esquecido pela fraca força que nele investimos, pela instabilidade de um sim, de um não ou, até mesmo, de um talvez que enche de reticências uma vida que se quer feita de afirmações seguras. Nunca existe um tarde demais, nunca existe um adeus definitivo, apenas por vezes partimos sem lutar, esquecemos sem esquecer e neste momento, neste tempo, vejo que o que terá de ser vivido, assim o é, e o que foi uma partida para todo o sempre, mais dia, ou menos dia, acaba compreendido por um coração que sente independentemente da sua vontade...




Hoje o importante mesmo é sentir, tocar, amar... Fui para mais uma semana de pura diversão, sejam felizes :)

Comentários

  1. "Nunca existe um tarde demais, nunca existe um adeus definitivo..."

    O nunca deixará de ser para sempre assim que nós quisermos. Temos o dever de ser felizes e deixar o orgulho para trás!

    Uma excelente semana para ti!
    Um beijinho *

    ResponderEliminar
  2. já não sei que te dizer, nem um obrigado chega.

    ResponderEliminar
  3. que texto bonito. eu não consigo dizer "adeus definitivos". diverte-te muito!:)

    ResponderEliminar
  4. Adoro o texto (:
    Talento incrivel sem dúvida, e o amor é lindo :$

    ResponderEliminar
  5. Adorei este teu texto! Está repleto de sentimento. Lindo :)

    ResponderEliminar
  6. és sempre tão atencioso, oh.
    o meu coração está melhor e ficaria melhor se todas as pessoas no mundo tivessem um coração como o teu, puro, sincero.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário