Descomeço...

Entregues a esse corrupio de vidas, a este amor fugidio que nos amarra no olhar, que nos entrelaça o peito independentemente da nossa vontade, alheio às nossas mais convictas opiniões. Amarras que unem, que fazem recordar e deixam a saudade de um caminhar, aquela saudade que nos preenche os silêncios e se repercute nas melodiam que vão ecoando no nosso quarto. Fotografias fazem lembrar, fazem lembrar aqueles filmes imaginários que ficam na mente de quem não esquece, no acompanhar dos dias e das horas em que a maior vontade é voltar atrás, pegar naquele amor e agarra-lo com toda a força, com o brio que nem chegou a conhecer. Amores, desamores, dualidades extremas, tudo numa só vida, naquela vida manchada pelo querer ficar, pela vontade de partir. Indecisões, contradições, antagonismos de quem vive segundo sentimentos difusos, que se entrega sem as barreias necessárias a uma possível queda. Surgem as questões, aquelas que acompanham antes de avançar, aquelas que nos fazem voltar atrás, que nos fazem ficar estagnados sempre que se pergunta de mais para as poucas respostas que se recebe. Na vida, se questionarmos de mais, avançamos de menos, se duvidarmos de mais, confiamos de menos, na vida se desistirmos de mais, acabamos por sentir de menos. Na vida, tudo são respostas aos estímulos que lhes vamos dando, na vida recebemos o reflexo do que se faz, da maneira como se ama, da intensidade como se sonha. Na vida, na vida é tudo um caso de se escolher bem, de se aprender com os erros, de se viver fieis ao que somos, ao que queremos, ao que se coaduna connosco...



Comentários

  1. Muitíssimo obrigada!
    gostei das palavras <3

    ResponderEliminar
  2. "Na vida, se questionarmos de mais avançamos de menos" pois é, este é de facto um grande problema para muitos que questionam de mais o sentido da vida e depois esquecem-se de lhe dar sentido!

    Gostei muito do post, bom fim-de-semana.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Pedacinhos de mim? Estas ai?
    Vim agradecer a alma cheia de carinho que depositaste em meu blog, mais tarde quando tiver tempo lerei o teu texto, por agora apenas te desejo um fim de semana com tudo de bom, tens um grandeee carinho pelo mundo, não tens? cuida dele. aprooveita este sol.
    Beijinhos,
    pensando com arte.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário